UAI
Publicidade

Estado de Minas CACHAÇA ADULTERADA

Polícia Civil prende homem que adulterava bebidas

Ação da polícia fechou fábrica clandestina em Sabará e apreendeu 20 mil litros do produto


04/05/2022 10:25 - atualizado 04/05/2022 10:43

Local onde funcionava fábrica clandestina
Homem foi preso em flagrante e material foi recolhido (foto: Divulgação/Polícia Civil)

A Polícia Civil de Minas Gerais fechou uma fábrica clandestina de bebidas em Sabará, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. A ação foi acompanhada pelo Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA) e pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

 

A operação começou após a polícia receber uma denúncia anônima. Um homem, de 43 anos, foi preso em flagrante na casa onde a fábrica funcionava. Material de insumo e cerca de 20 mil litros de cachaça adulterada foram apreendidos. 

 

Segundo a Polícia Civil, o suspeito distribuía a bebida em várias cidades da Grande BH. “Ele fazia o cliente acreditar que estava comprando um produto artesanal de qualidade”, disse o delegado Davi Moraes Pinto.

 

O produto passará por uma análise química a fim de identificar as substâncias que o suspeito utilizava na produção das bebidas.

 

“A cachaça em Minas Gerais é sempre registrada no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Além disso, é preciso ter a identificação da empresa, com endereço, CNPJ e outras informações”, orientou o delegado Francis Diniz Guerra, da Polícia Civil. 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade