UAI
Publicidade

Estado de Minas RELIGIÃO

Igreja avança em beatificação de Irmã Benigna e Monsenhor Domingos

Novas etapas dos processos foram concluídas no Vaticano


05/03/2022 17:51 - atualizado 05/03/2022 20:07

Dom Walmor celebra missa
Fiéis celebraram com dom Walmor Oliveira de Azevedo a conclusão de novas etapas dos processos de beatificação de Monsenhor Domingos e Irmã Benigna (foto: Arquidiocese de BH )

Fiéis celebraram neste sábado (5) com o arcebispo metropolitano, dom Walmor Oliveira de Azevedo, a conclusão de novas etapas dos processos de beatificação dos evangelizadores mineiros monsenhor Domingos e Irmã Benigna. O encontro aconteceu no Recanto Monsenhor Domingos, perto do Santuário Basílica Nossa Senhora da Piedade, seguido de uma missa em ação de graça.

 

O Papa Francisco, recentemente, reconheceu as ações de Irmã Benigna, um passo importante rumo ao processo de beatificação. De acordo com Dom Walmor, "Monsenhor Domingos Evangelista Pinheiro e Irmã Benigna Victima de Jesus devem inspirar este mundo marcado por guerras e disputas, quando há urgência de uma profunda mudança de hábitos", disse.

 

Irmã Benigna, natural de Diamantina, viveu entre os anos 1907 e 1981. Religiosa da Congregação das Irmãs Auxiliares de Nossa Senhora da Piedade, dedicou sua vida à caridade e à oração. Seu processo diocesano de beatificação foi aberto em 15 de outubro de 2011 e, atualmente, encontra-se no Vaticano.

 

Monsenhor Domingos, Evangelista da Piedade, nasceu em Caeté, no dia 21 de julho de 1843, e dedicou sua vida ao cuidado com os pobres e à evangelização. O seu legado permanece vivo, no trabalho missionário das Irmãs Auxiliares de Nossa Senhora da Piedade, Congregação que fundou. Ele faleceu em 6 de março de 1924. Com informações da Arquidiocese de BH


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade