UAI
Publicidade

Estado de Minas PANDEMIA

Homem saca canivete durante briga por não usar máscara

Antes de sacar o canivete, ele, que também disse que foi agredido, teria acertado um soco no peito do desafeto, em frente a guichê da Rodoviária de Uberaba


27/01/2022 17:55 - atualizado 27/01/2022 18:14

Terminal Rodovidário de Uberaba
O Terminal Rodoviário de Uberaba Jurandyr Cordeiro (foto: Rodoviária de Uberaba/Divulgação)
 
A Polícia Militar (PM) de Uberaba compareceu, no final da tarde de quarta-feira (26/1), na rodoviária da cidade, onde um homem, de 33 anos, contou que foi agredido por outro homem, de 59 anos, após lhe pedir para colocar a máscara. Ao se defender, o suspeito relatou que também sofreu agressão.
 
Segundo a versão do homem de 33 anos, após fazer o pedido do uso de máscara foi xingado e agredido com um soco no peito. Em seguida, contou que o homem se armou de um canivete, tentando acertá-lo e que, desta forma, ele acabou dando chutes para sua defesa pessoal, e depois caiu.
 
 
Já o homem de 59 anos relatou aos militares que, no momento em que comprava uma passagem em um guichê, o outro homem chamou a sua atenção, porque ele estava sem máscara. Depois, eles teriam entrando em atrito verbal. Entretanto, ainda segundo o relado do primeiro suspeito, quando se virou foi agredido com um soco e então eles começaram a brigar. Disse ainda que apenas utilizou seu canivete para se defender das agressões sofridas.

Conforme o registro policial, no momento da chegada dos militares à rodoviária, o homem de 59 anos estava muito nervoso e com o canivete em suas mãos. Foi necessário o controle de contato e torções por parte dos policiais para que conseguissem pegar o canivete.
 
Mesmo após conseguir pegar a arma branca, o homem continuou agressivo, sendo realizado novamente controle de contato. Em seguida, ele foi levado para uma sala do terminal rodoviário, que faz registros policiais. Neste local, ele tentou sair e os policiais militares precisaram novamente usar a técnica de torção de braço para contê-lo.
 
Os dois envolvidos na briga, que foram classificados como autores no boletim de ocorrência da PM, dispensaram atendimento médico e foram liberados, já que assumiram o compromisso de comparecer ao Juizado Especial Criminal do Poder Judiciário.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade