UAI
Publicidade

Estado de Minas BOCAIÚVA

Tiroteio em festa clandestina termina com um morto e dois baleados

Homens armados abriram fogo e atingiram três pessoas em Bocaiúva, no Norte de Minas, entre elas uma adolescente de 15 anos


23/01/2022 19:03 - atualizado 23/01/2022 19:15

Hospital Municipal Doutor Gil Alves
As vítimas foram levadas para o hospital municipal da cidade (foto: Reprodução/Fábio Freire/Google)
Uma festa clandestina realizada em um sítio terminou em morte na madrugada deste domingo (23/1) em Bocaiúva, Norte de Minas Gerais. Houve um tiroteio no local e três pessoas foram baleadas, entre elas uma menor de idade. Um jovem morreu. A motivação do crime ainda é desconhecida. 

A Polícia Militar (PM) foi chamada por volta das 4h no Hospital Municipal Doutor Gil Alves, para onde as vítimas foram levadas. A equipe médica tentou reanimar um dos feridos, de 24 anos. Também estavam lá uma adolescente de 15, atingida no pescoço, e outro rapaz de 23. 

Este disse que estava no sítio com a namorada e alguns amigos quando ouviu os tiros. Ele foi atingido na perna direita e no braço esquerdo. Houve correria no local e as pessoas descobriram que o carro dos criminosos ocupava a saída do sítio. Os homens fugiram em dois veículos. 

Algum tempo depois, a equipe médica entrou em contato com os policiais para informar que o rapaz mais velho havia morrido, atingido por cinco tiros. 

Evento sem alvará

Os policiais foram até a propriedade onde o crime ocorreu e encontraram o organizador da festa, de 40 anos. O evento não tinha alvará e, além disso, contrariava o decreto da Prefeitura de Bocaiúva para prevenção da COVID-19. O evento teve venda de ingressos e foi divulgado nas redes sociais. 

Conforme a PM, o homem foi detido em flagrante por “realizar evento contrariando normas sanitárias vigentes na cidade, conforme o Artigo 268 do Código Penal” e foi encaminhado à delegacia. O artigo estabelece que é crime “infringir determinação do poder público, destinada a impedir introdução ou propagação de doença contagiosa”. Em caso de condenação, a pena pode ser de um mês a um ano de prisão, além de multa. 

Ainda de acordo com a PM, ao longo do registro da ocorrência, eles receberam informações que apontavam dois homens de 20 e 24 anos entre os responsáveis pelos disparos. No entanto, até o encerramento da ocorrência eles ainda não haviam sido localizados. A polícia fazia buscas na região.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade