UAI
Publicidade

Estado de Minas FALTA DE INSUMOS

Prefeitura de Varginha mantém suspensão de testes de COVID em casos leves

Medida tomada na terça-feira (18) pela falta de insumos necessários para a realização dos exames


19/01/2022 17:13 - atualizado 19/01/2022 17:41

Procura por testes aumentou
Procura por testes aumentou, após casos de síndrome gripal e chegada da Omicron, estourarem na região (foto: foto: Prefeitura de Varginha/Reprodução)
A Prefeitura de Varginha, no Sul de Minas, vai manter a suspensão de testes de COVID-19 em pessoas que apresentem sintomas leves da doença nesta quarta-feira (19/1).

A medida foi tomada na última terça-feira (18/1), pela falta de insumos necessários para a realização destes exames. Por dia, a cidade estava testando 700 pessoas.
A decisão, conjunta com a Superintendência de Enfrentamento à COVID na cidade e a Vigilância de Saúde, é um esforço para diagnosticarcasos mais graves da doença e que precisam de uma atenção maior da saúde pública.

"No momento em que se observou a alta exponencial de casos de síndromes gripais, com a manutenção de testagens, incluindo de todos os quadros leves, houve também o correspondente aumento de consumo do estoque de testes", explica o médico infectologista Luis Carlos Coelho, superintendente do combate à COVID.

Já os agendamentos já realizados cujo paciente será chamado pela equipe de saúde, serão mantidos.

 O superintendente Coelho disse no início da tarde desta quarta-feira (19/1), ao Estado de Minas, que mais 4.000 testes serão entregues à Varginha na quinta-feira (20/1).

"Na segunda-feira que vem, um dos fornecedores já prometeu encaminhar mais uma parte do pedido", diz.

Ele também declarou que essa falta de insumo está ligada às possibilidades da indústria farmacêutica em entender as demandas necessárias de cada cidade brasileira.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade