UAI
Publicidade

Estado de Minas BELO HORIZONTE

Kalil diz que BHTrans será extinta após 'diagnóstico de tudo de errado'

Autarquia será substituída pela Superintendência de Mobilidade do Município de Belo Horizonte (Sumob)


22/12/2021 19:13 - atualizado 22/12/2021 19:29

Alexandre Kalil durante entrevista coletiva nessa terça-feira
Alexandre Kalil durante entrevista coletiva nessa terça-feira (foto: Leandro Couri/EM/DA Press)
O prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil (PSD), não está com pressa para dar fim à Empresa de Transporte e Trânsito de BH (BHTrans). Nessa terça-feira (21/12), Kalil afirmou que a BHTrans vai dar lugar à Superintendência de Mobilidade do Município de Belo Horizonte (Sumob) após um diagnóstico sobre o que há de errado na autarquia atual, que desde 1991 é a responsável pela de todo o planejamento e execução das políticas de mobilidade e trânsito da cidade.

"Essa transição vai ocorrer a partir do momento que se resolva o que está errado e o que não está. Porque como é que nós vamos fazer uma nova secretaria, um novo equipamento de mobilidade urbana, uma nova autarquia, se a gente não sabe o que tem de errado na velha?", disse Kalil, durante entrevista coletiva na Prefeitura de BH.

A extinção da BHTrans - empresa pública vinculada à prefeitura - e sua substituição pela Sumob foi oficializada em setembro deste ano, após aprovação definitiva da Câmara Municipal de BH. Segundo projeto de lei aprovado, de autoria da prefeitura, há um prazo de até 15 anos para a substituição das autarquias.

"Então, o raciocínio é simples: quando nós tivermos o diagnóstico de tudo de errado que há na velha, eu pessoalmente acho que o que há na velha de errado é foi realmente o corporativismo, ignorar ordens da prefeitura, como se fosse autônoma, é o que eu penso de tudo que escutei, que eu vi, mas nós não podemos fazer uma nova se nós não sabemos o que está errado na velha, porque se não nós vamos cair no mesmo erro. Nós vamos fazer a nova já com erros da velha", afirmou o prefeito.

A extinção da BHTrans acontece por conta de suspeitas de irregularidades na operação da autarquia e também uma possível obsolescência em algumas frentes da BHTrans, com a promessa de solução a partir da Sumob.

"Então, nós temos que fazer o diagnóstico da velha completo, isso passa inclusive por tudo que foi aprovado na Câmara, para depois a gente tratar da nova. Eu não tenho pressa da nova porque a BHTrans está sendo olhada, está sendo muito bem olhada, com muita rigidez, para a gente partir sem atropelo para a nova autarquia", completou Kalil.
 
 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade