UAI
Publicidade

Estado de Minas INVESTIGAÇÃO

Auditoria encontra indícios de fraude em eleição para comissões da BHTrans

Comissões Regionais de Transporte, presentes nos nove distritos da cidade, são alvo de investigação sobre processo eleitoral


06/08/2021 18:05 - atualizado 06/08/2021 18:35

Auditoria investiga possíveis irregularidades em processo de eleição em comitês da BHTrans
Auditoria investiga possíveis irregularidades em processo de eleição em comitês da BHTrans (foto: Jair Amaral/EM/D.A Press)
A Empresa de Transporte e Trânsito de Belo Horizonte ( BHTrans ) investiga possíveis fraudes no processo de cadastro dos cidadãos interessados em votar nas eleições das nove Comissões Regionais de Transportes e Trânsito (CRTTs), espaços utilizados pela população para participar da formulação de políticas públicas no setor. Interlocutores ligados à Controladoria-Geral do Município disseram ao Estado de Minas que uma auditoria interna da BHTrans apontou indícios de irregularidades.

Há, por exemplo, casos em que o mesmo número de telefone foi utilizado diversas vezes para cadastrar eleitores diferentes. O pleito que vai definir a composição das comissões de transporte e trânsito ocorre virtualmente por causa da pandemia; por isso, candidatos aos assentos em jogo e eleitores devem preencher formulário para participar do processo.

Procurada, a empresa confirmou que apura a existência de irregularidades.

Dados da BHTrans apontam que o mesmo número telefônico chegou a ser informado em dez cadastros distintos. Outro, foi utilizado em cinco formulários diferentes. Há, ainda, um terceiro número, presente nas informações prestadas por quatro eleitores em potencial.

A empresa investiga, também, seis telefones usados, cada um, em três cadastros, e outros 23 mencionados, cada um, por duas pessoas diferentes.

A utilização de e-mails comuns também está na mira da auditoria. Dois endereços eletrônicos foram repetidos, cada um, por nove interessados em votar. Há, ainda, outros dois e-mails utilizados, separadamente, por sete pessoas. Segundo apurou a reportagem, um dos correios informados à exaustão é de teor institucional e ligado a uma organização não-governamental (ONG) ligada a pautas sobre mobilidade urbana.

Constam, também, três e-mails presentes em cinco cadastros diferentes, assim como outros dois endereços informados em quatro formulários distintos. Há, ainda, seis endereços com três pessoas, além de nove contas informadas, ao mesmo tempo, por dois possíveis eleitores.

Os casos são tratados como irregularidades em potencial, mas ainda não é possível cravar que houve ilicitude, visto que existem cidadãos sem endereços de e-mail ou telefone celular.

Comissões regionais foram alvo de reclamações em CPI


Os debates em torno da mobilidade em solo belo-horizontino passam pelas CRTTs. Por isso, as vagas no comitê são cobiçadas por representantes da sociedade civil e figuras ligadas a empresas do ramo de transporte.

Em junho, moradores que participam dos comitês regionais reclamaram sobre a pouca efetividade dos grupos à Comissão Parlamentar de Inquérito ( CPI ) da Câmara Municipal que  investiga a gestão da BHTrans . Rômulo Belfort, presidente da Associação de Moradores do Buritis e componente da CRTT da Regional Oeste, relatou aos vereadores que enfrenta dificuldades nos pedidos para a expansão do transporte público no bairro.

"Fazemos a solicitação na BHTrans e quando conseguimos um teste operacional, as próprias empresas decaem porque não é interessante para elas. Visam apenas ao lucro", indignou-se. Há, ainda, reclamações sobre a burocracia para a concretização de pedidos para mexer nos itinerários de coletivos.

Mais de 5 mil se inscreveram para votar


Os interessados em participar das eleições para as comissões regionais puderam manifestar interesse entre 26 de agosto e o dia 1° deste mês. A prefeitura computou ter recebido 5.605 formulários. Descartadas as inscrições duplicadas, houve 5.333 cadastros.

Segundo a BHTrans, 1.628 inscrições - cerca de 30% do total - podem ser reprovadas por informações faltantes. "Para um processo eletrônico era esperado que esta situação ocorresse", lê-se em comunicado enviado pela autarquia ao EM .

Todas as regionais de Belo Horizonte, do Barreiro a Venda Nova, definirão as composições de suas comissões ainda neste mês. Os responsáveis pelos cadastros aprovados vão receber o link para a cédula de votação. Só serão validados os votos que tiverem o código de verificação recebido pelo eleitor no ato da inscrição.

O primeiro distrito a escolher seus representantes será o Barreiro, em 16 de agosto; nos dias seguintes, é a vez, em ordem, de Centro-Sul, Leste e Nordeste. A série da semana posterior vai ser aberta no dia 23, com a Regional Noroeste, seguida por Norte, Oeste e Pampulha.

Em 30 de agosto, Venda Nova fecha o ciclo de votações. As apurações serão transmitidas via YouTube.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade