UAI
Publicidade

Estado de Minas CRIME EM BAR

Seis são detidos após latrocínio que matou enfermeiro em Minas Gerais

Crime ocorreu no último dia 11 após um assalto à mão armada em um bar de Araxá; a vítima também era proprietária do local


26/11/2021 18:56 - atualizado 26/11/2021 19:19

Policial civil realiza a prisão de suspeito em Franca (SP)
Um dos suspeitos foi preso durante operação da Polícia Civil de Araxá, na cidade de Franca (SP) (foto: PCMG/Divulgação)
A Polícia Civil de Minas Gerais informou nesta sexta-feira (26/11) que deteve seis pessoas por autoria ou envolvimento no latrocínio que colocou fim à vida de um enfermeiro de 59 anos em Araxá, no Alto Paranaíba. Quatro adultos e dois adolescentes foram detidos ontem pelo assassinato de Murilo Fernando Oliveira, ocorrido no último dia 11. 
 
Segundo os policiais civis, dois dos detidos tiveram participação direta no assalto que resultou no homicídio, enquanto os quatro restantes são suspeitos de facilitar a fuga dos autores e esconder a motocicleta usada no crime.  Todos os envolvidos têm passagens no meio policial por crimes como tráfico de drogas, roubo e furto.
 
A polícia esclarece ainda que cinco prisões foram realizadas em Araxá e uma em Franca, no interior paulista. Após o latrocínio, dois indivíduos se mudaram para a cidade de São Paulo, inclusive com pertences, levados por um caminhão baú fretado. Um deles foi detido quando retornou a Araxá e o outro, na própria cidade paulista.  
 

Como foi o crime?

 
As investigações apontaram que, no momento do assassinato, quatro pessoas estavam dentro do bar, dentre elas o proprietário, Murilo Fernando Oliveira. Ele se assustou com o assalto e arremessou uma cadeira contra os criminosos, que estavam encapuçados e haviam anunciado o roubo.
 
“A reação foi o que levou os assaltantes a efetuar um disparo de arma de fogo que atingiu a vítima fatalmente no peito. Ele chegou a ser socorrido pelo Corpo de Bombeiros, mas infelizmente não resistiu. Após efetuar o disparo, eles já empreenderam fuga. A moto havia sido estacionada na quadra debaixo. Eles correram, pegaram a moto e fugiram”, detalhou o delegado de Furtos e Roubos, Conrado Costa Silva.
 
Murilo Fernando Oliveira
Murilo Fernando Oliveira foi assassinado após se assustar com os assaltantes (foto: Murilo Fernando Oliveira)
 
Ainda de acordo com Conrado, os suspeitos saíram do local apenas com uma carteira de um dos clientes do bar, que continha documentos pessoais e pouca quantidade de dinheiro. “Após efetuarem o disparo, eles se assustaram com a situação e saíram correndo desesperados. Deixaram todas as outras coisas todas para trás”, complementou a autoridade.
 

Prisões decretadas 

 
Os quatro adultos envolvidos tiveram a prisão temporária de 30 dias decretada, com possibilidade de renovação ou conversão para preventiva.
 
Já os dois adolescentes estão em um centro de internação provisório por 45 dias. Neste prazo, o inquérito vai concluir a atuação de ambos no crime e encaminhá-los para a Vara da Criança e da Juventude, para que sejam processados e julgados.
 
Murilo Fernando Oliveira
Murilo Fernando Oliveira foi assassinado após se assustar com os assaltantes (foto: Murilo Fernando Oliveira)
 
 
O delegado regional Vitor Hugo Heisler informou que a Polícia Civil chegou aos suspeitos após rastreamentos de câmeras de segurança das vias onde os assaltantes passaram durante a fuga, além de um árduo trabalho de investigação.
 
“Estamos em um momento de delimitação da participação dos envolvidos, de oitiva desses suspeitos. E em um segundo momento à frente, com a conclusão do inquérito policial por parte da Delegacia de Furtos e Roubos, traremos de uma forma mais clara a atuação e o indiciamento de cada um”, prometeu Vitor Hugo.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade