UAI
Publicidade

Estado de Minas TRÂNSITO

Kalil e Zema se articulam para obras de mobilidade em BH e Nova Lima

Em encontro mediado pelo Ministério Público, um grupo de trabalho foi criado para buscar soluções urgentes para a região, hoje muito afetada pelo trânsito local


24/11/2021 18:46 - atualizado 25/11/2021 13:26

Possíveis adversários políticos na disputa pelo comando da Cidade Administrativa, no ano que vem, o governador Romeu Zema (Novo) e o prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil (PSD), vão se articular para solucionar os problemas de mobilidade que atualmente afetam a região do Bairro Belvedere até Nova Lima. Em encontro nesta quarta-feira (24/11), mediado pelo Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), um grupo de trabalho foi criado para buscar soluções urgentes para a região, hoje muito afetada pelo trânsito local.
 
Além de Kalil e Zema, o evento contou com a participação do procurador-geral de Justiça, Jarbas Soares Júnior; do prefeito de Nova Lima, João Marcelo Dieguez (Cidadania); e do presidente da Federação das Indústrias de Minas Gerais (Fiemg), Flávio Roscoe.

A criação de um grupo técnico vai propor alternativas para o local. Recursos para obras viárias devem vir com parceria com a iniciativa privada. "A conta chegou. Ela ia chegar e chegou. E a melhor forma de acertar a conta é sentar numa mesa, onde as premissas saem do poder público, que é de interesse público. Vamos privilegiar a ideia do público para que o privado patrocine. É assim que se faz e deve fazer. É o primeiro passo. Sentando à mesa, vamos resolver”, afirmou Kalil. 

Zema disse que é possível solucionar a questão com a união de todos e sem divergências: “É sentar numa mesa, ver o que é possível fazer e deixar as vaidades de lado. Temos que lembrar que um acordo que é feito em um ano ou dois é muito melhor que uma demanda que fica há décadas para ser solucionada. Temos a cultura do litígio e da judicialização. Todos são empresários e têm ações de 30 anos. As soluções tardias não são adequadas. Queremos fazer tudo o que for possível para resolver os problemas da região, que tem potencial de crescimento”.

O colapso da rodovia MG-030, que liga BH a Nova Lima, é evidente diante da expansão da área urbana. A apreensão aumenta ao considerar que a cidade da Grande BH possui uma população estimada de 97.378 habitantes, segundo o IBGE, e teve um novo empreendimento imobiliário aprovado pela prefeitura em janeiro, que prevê a construção de cinco torres para 300 habitantes e mil automóveis.

Em horários de pico, o trecho entre Nova Lima e o BH Shopping, por onde passam cerca de 90 mil veículos diariamente, se torna caótico. No mês passado, mais uma obra feita na Trincheira das Seis Pistas foi construída para garantir mais facilidade para motoristas que passam pela região nos dois sentidos. Ao longo dos anos, outras intervenções foram feitas no local, porém sem o efeito desejado. 

Morador da área, Jarbas Soares Júnior destaca que a região vive certa pressão pelo crescimento nos últimos anos. “Há um interesse enorme imobiliário de ocupar essa região. A expansão ocorreu para as cidades limites. Não cuidamos como deveríamos e há uma pressão sobre ela. A região induz grandes empreendimentos. As pessoas que estão vindo pra cá não querem que a situação caótica do transito permaneça. Temos que buscar soluções para isso”.

Já o prefeito João Dieguez se mostra preocupado com o futuro de Nova Lima, caso nenhuma intervenção seja realizada. “Essa região do Vila da Serra, na divisa entre Nova Lima e BH, tem se agravado cada dia mais, o que se faz urgente a discussão. O encontro não seria possível se não tivesse a liderança do doutor Jarbas e o papel conciliador do MP. Somente através do diálogo e uma discussão ampla encontraremos as melhores soluções, no que diz respeito as questões ambientais e de mobilidade. E isso impacta cidades do entorno, como Raposos e Rio Acima”.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade