UAI
Publicidade

Estado de Minas REUNIÃO ON-LINE

Prefeitos do Triângulo Sul sinalizam pela não realização do carnaval

Decisão ainda não é definitiva na região e o assunto voltará a ser discutido em reunião presencial prevista para o início de dezembro


24/11/2021 17:42 - atualizado 24/11/2021 17:48

Pessoas fantasiadas
O carnaval é considerado a principal festa popular do país, mas pode ser um risco para uma nova onda de casos de COVID-19 (foto: Wikimedia Commons)
Grande parte dos prefeitos da Associação dos Municípios da Microrrregião do Vale do Rio Grande (Amvale) participou, ontem (23/11), de reunião on-line e, inicialmente, ficou decidido pela não realização do carnaval na região em 2022.
 
Apenas a prefeita de Uberaba, Elisa Araújo (Solidariedade), não havia informado o seu posicionamento durante a reunião, mas na manhã de hoje (24/11), em entrevista à Rádio JM, afirmou que o município, considerado a cidade polo desta região, também, inicialmente, não vai realizar a festa no ano que vem.
"Confesso que tinha muita vontade que o carnaval acontecesse porque a gente viveu momentos muito difíceis. Psicologicamente, um evento dá uma relaxada, todos ficam mais alegres e resgata um espírito positivo. Mas a gente precisa ter responsabilidade e considerando que os prefeitos da região não vão fazer, a gente não pode ir contra. Tenho que respeitar a opinião dos prefeitos aqui da região, pois se estrangula o sistema de saúde de Uberaba, todos eles são afetados. Se realmente não realizarem o carnaval, a gente não vai poder ir contra. A nossa posição ainda não está definida, mas tudo indica que vamos acompanhar a região ", declarou a prefeita de Uberaba.

Segundo ela, antes de divulgar a decisão final sobre a realização ou não da festa na cidade, ouvirá o Comitê Técnico de Enfrentamento à COVID-19.
 
De acordo com informações da assessoria de imprensa da Amvale, participaram da reunião on-line de ontem os prefeitos de Uberaba, Conceição das Alagoas, Sacramento, Campo Florido, Pirajuba, Delta, Planura, Conquista, Itapagipe e Água Comprida.
 
Durante o encontro virtual, todos os prefeitos falaram sobre as situações dos municípios em relação ao controle da pandemia da COVID-19, além do temor de que a nova onda que vem surgindo na Europa chegue ao país.
 
De acordo com o presidente da Amvale, Wesley De Santi de Melo, a princípio não haverá carnaval na região, mas o assunto será tratado em reunião presencial, no começo do próximo mês, quando haverá uma deliberação final sobre a festa.

“Neste dia, os prefeitos e as prefeitas definirão de vez o posicionamento a ser tomado”, garantiu.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade