UAI
Publicidade

Estado de Minas FIM TRÁGICO

Polícia encontra corpo de homem desaparecido em cova rasa

O homem estava desaparecido desde sábado (13/11), quando saiu para a zona rural de Engenheiro Caldas. A polícia prendeu três suspeitos de matar o trabalhador


17/11/2021 19:46 - atualizado 17/11/2021 20:03

Perícia da Polícia Civil recolhe corpo de homem que estava desaparecido em Engenheiro Caldas
Policiais militares e civis encontraram o corpo do trabalhador que estava desaparecido, enterrado em cova rasa (foto: PCMG/Divulgação)
O drama familiar que envolvia o desaparecimento de um homem de 55 anos de idade, em Engenheiro Caldas, teve um desfecho trágico nesta quarta-feira (17/11), no distrito de Divino do Traíra. O homem estava desaparecido desde sábado (13/11), e o caso foi denunciado a Polícia Civil pelo filho dele, de 26 anos.
 
O rapaz contou aos policiais que o pai morava sozinho e havia desaparecido da casa onde morava, na área urbana da cidade do Vale do Rio Doce. Com as informações passadas pelo filho do desaparecido, os policiais civis iniciaram as investigações e descobriram que o homem teria sido visto pela última vez quando estava saindo da cidade em direção à zona rural, em Divino do Traíra, onde trabalhava.
 
Com essa e outras informações levantadas, a Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) identificou um suspeito, que poderia ter matado o trabalhador que estava desaparecido. Esse suspeito foi intimado a comparecer à delegacia de Polícia Civil de Engenheiro Caldas para prestar esclarecimentos.
 
Ao ser interrogado, na terça-feira (16/11), o homem acabou confessando a autoria do homicídio. Além dele, outro homem e uma mulher, que teriam auxiliado na ocultação do cadáver, também foram identificados.
 
Nesta quarta-feira (17/11), com o apoio de militares do Canil da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros Militar, os policiais civis fizeram buscas no local indicado pelo suspeito. E encontraram o corpo do trabalhador enterrado em uma cova rasa, no meio do pasto.
 
O corpo do trabalhador foi recolhido e levado ao Instituto Médico-Legal (IML), em Governador Valadares, onde será submetido a exames que deverão constatar a causa da morte. De acordo com o delegado Douglas Veloso, as investigações continuarão.
 
“Neste primeiro momento, prendemos em flagrante os três suspeitos, por ocultação de cadáver. Um deles confessou a autoria do homicídio e indicou uma possível motivação. Ele também acompanhou as buscas pelo corpo da vítima”, disse. O caso segue sendo investigado pela PCMG.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade