UAI
Publicidade

Estado de Minas JÚRI POPULAR

Acusado de matar e atropelar homem em BH é condenado a 19 anos de prisão

Crime ocorreu no ano passado e foi flagrado por câmera de segurança; réu foi absolvido da acusação de corrupção de menor, em relação à namorada


16/11/2021 16:57 - atualizado 16/11/2021 17:38

Interrogatório do réu, no II Tribunal do Júri de Belo Horizonte. Como o réu estava preso, há presença de m policial militar na audiência
Julgamento do réu acusado de matar e atropelar um homem no Bairro Califórnia, Região Noroeste de BH (foto: TJMG/Divulgação )
Alexandre Henrique Oliveira Amorim, de 25 anos, acusado de matar e atropelar Diego Adelson de Souza, de 34, em agosto do ano passado no Bairro Califórnia, Região Noroeste de Belo Horizonte , foi condenado a 19 anos de reclusão, em regime fechado. O acusado, porém, foi absolvido do crime de corrupção de menores, já que a namorada dele, na época com 16 anos, também participou da ação.

 

 


Na sentença, o juiz Ricardo Sávio de Oliveira, do II Tribunal do Júri de Belo Horizonte, destacou que os jurados reconheceram as qualificadoras, circunstâncias agravantes da pena, e ressaltou o meio cruel. “... o acusado filmou toda a ação, com a finalidade de se vangloriar perante os traficantes locais”, diz o magistrado em um trecho da decisão. 

O réu também teve negado o direito de recorrer em liberdade.

O julgamento começou na manhã desta terça-feira (16/11), no Fórum Lafayette, na Região Centro-Sul de Belo Horizonte. O júri era composto por quatro mulheres e três homens. 

Durante o interrogatório, Alexandre confessou ter matado Diego porque foi jurado de morte por conta de uma dívida com traficantes. Ele disse, ainda, que atropelou o rapaz porque confundiu a ré do carro no momento da fuga, e afirmou estar arrependido do crime.
 

Crime registrado por câmera de segurança


De acordo com a denúncia do Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), na madrugada de 8 de agosto de 2020, Alexandre e a namorada atiraram contra Diego e passaram com o carro por cima dele. 

Nas imagens do circuito de segurança, é possível ver que o homem contou com a ajuda da namorada para tirar a vítima do porta-malas do carro e atirar. Cada um deu três tiros. Em seguida, o casal embarcou no veículo, o motorista deu marcha à ré e atropelou a vítima duas vezes. A ação foi flagrada por uma câmera de segurança. 

Nas imagens, é possível ver que o homem contou com a ajuda da adolescente para tirar a vítima do porta-malas do carro e atirar. Cada um deu três tiros. Em seguida, o casal embarcou no veículo, o motorista deu marcha à ré e atropelou a vítima duas vezes.

O MPMG destaca que Alexandre usou de meio cruel para a prática do crime, atirando e atropelando a vítima por mais de uma vez.
 
 
 
*Estagiária sob supervisão  


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade