UAI
Publicidade

Estado de Minas POLÍCIA

Suspeito de assassinato pede R$ 2 para comprar pão e fugir do flagrante

Homem foi preso e, de acordo com a PM, confessou ter matado vítima por causa de desavenças relacionadas a drogas


13/11/2021 17:52 - atualizado 13/11/2021 18:41

Moedas
Caso inusitado ocorreu em Conceição do Mato Dentro (foto: Imagem de arquivo/Agência Brasil)
Um homem suspeito de assassinato pediu R$ 2 para 'sair do flagrante' e foi preso nessa sexta-feira (12/11) em Conceição do Mato Dentro, na Região Metropolitana de Belo Horizonte.

Durante patrulhamento, a Polícia Militar (PM) foi chamada pelo telefone para atender uma ocorrência na qual um homem havia sido esfaqueado na altura do peito e caído na rua do Beco do Vintém, no Bairro Santana.

Os vizinhos da vítima teriam acionado a ambulância, mas o médico de plantão constatou a morte ainda no local. O homem sofreu uma perfuração no peito lado direito.

Ainda de acordo com uma testemunha, momentos depois do crime, ela teria sido abordada por um suspeito com as mesmas características do autor do crime, que teria dito: "Manga, me dá dois reais pra eu comprar pão por que eu acabei de dar uma facada em uma pessoa no Bairro Santana. Eu preciso sair do flagrante".


A prisão em flagrante está prevista nos art. 301 a 310 do Código de Processo Penal. Segundo a lei, considera-se flagrante delito ''quem está cometendo a infração penal ou acaba de cometê-la; quando é perseguido pela polícia, pela vítima do suposto crime ou por qualquer pessoa, logo após o cometimento do delito; quando é encontrado, logo depois de ter cometido o crime, com as armas, objetos ou documentos que presumem que o agente praticou o delito".


Quando a testemunha disse que não havia dinheiro, ele saiu correndo sentido Bairro Cruzeiro.

Assim, a polícia iniciou o rastreamento na região, e o suspeito foi localizado na Rua Cônego Firminiano, já nas proximidades de sua casa. Ainda de acordo com a polícia, com o suspeito não foi encontrado nenhum produto ilícito ou a arma.

Mas, ao ser questionado, ele confessou a autoria do crimes. De acordo com o suspeito, ele esfaqueou o homem devido a desacertos relacionados a drogas.

O Estado de Minas entrou em contato com a assessoeria da Polícia Civil e aguarda um posicionamento sobre o caso. 

 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade