UAI
Publicidade

Estado de Minas INVESTIGAÇÃO

Varginha: sítios usados como esconderijos por bandidos passam por perícia

Grupo de 26 criminosos foi morto em duas chácaras em Varginha, no Sul de Minas, neste domingo (31/10); corpos já foram removidos e estão a caminho de BH


31/10/2021 14:45 - atualizado 31/10/2021 18:46

Peritos embalam corpos dos criminosos mortos em Varginha
Corpos são embalados e recebem numaração para ajudar na identificação no IML de BH (foto: PCMG)
Os sítios usados como esconderijos pelo grupo criminoso do novo cangaço que preparava um ataque em Varginha, no Sul de Minas, estão passando por perícia na tarde deste domingo (31/10). Nos dois locais,  26 bandidos foram mortos após uma operação conjunta  da Polícia Militar e da Polícia Militar Rodoviária (PRF) na madrugada de hoje. 

A varredura nos imóveis está à cargo da perícia da Polícia Civil, que vasculha as casas, em busca de provas que possam permitir a identificação dos criminosos e que também possam levar à prisão de outros integrantes da quadrilha.
 
 

Um grande número de impressões digitais foi coletado em objetos, televisores, torneiras e maçanetas de portas. Esses dados serão agora jogados no banco de dados de pessoas físicas, para se tentar descobrir as identidades dos criminosos.

Os corpos  foram todos removidos. Estão sendo trazidos para o Instituto Médico-Legal André Roquette (IMLAR), em Belo Horizonte, onde serão submetidos a exames de necropsia e identificação.

O trabalho de peritos envolve, em Varginha, dois legistas e dois peritos, enquanto que em Belo Horizonte serão 10 legistas, incluindo um radiologista, e cinco peritos, que já estão de prontidão, aguardando a chegada dos corpos.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade