UAI
Publicidade

Estado de Minas OPERAÇÃO

Chefes de tráfico internacional em Montes Claros são presos no Paraguai

Suspeitos, segundo a Polícia Civil, são os principais responsáveis pelo translado de drogas entre o Paraguai e o Norte de Minas


23/10/2021 18:27 - atualizado 23/10/2021 18:37

Imagem de uma apreensão de armas no Paraguai mostra armas e carregadores no chão, com policiais verificando
Prisões ocorreram em Pedro Juan Caballero, no Paraguai. Armas de grosso calibre foram encontradas com os suspeitos (foto: Divulgação/Polícia Civil)

Uma operação coordenada pela Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) e que contou com o auxílio da Polícia Nacional do Paraguai e a Polícia Federal do Brasil, resultou na prisão de sete pessoas suspeitas de tráfico internacional de drogas em Pedro Juan Caballero, no Paraguai, na madrugada deste sábado (23/10). Pelo menos dois presos seriam os organizadores do envio de drogas do país para Montes Claros, no Norte de Minas.

Ainda segundo a Polícia Civil, além de serem os principais líderes do tráfico internacional de drogas entre o Paraguai e Montes Claros, os suspeitos também se envolveram em homicídios praticados no Norte de Minas neste mês, sendo dois consumados e quatro tentados.

A motivação foi por disputa de pontos de tráfico de drogas e vingança. Ambos tinham mandados de prisão em aberto.

Armas de guerra

Com os sete presos, sendo seis homens e uma mulher, foram encontrados armas de grosso calibre, como fuzis AK-47, 762 com seis carregadores, além de uma M4 com balas 5.56 e dois carregadores, e uma pistola Glock G17 9mm com dois carregadores.

Munições, celulares, equipamentos de rádio, dois veículos e grande quantidade de dinheiro brasileiro também foram apreendidos.

Os presos, que são todos brasileiros, serão autuados por porte ilegal de arma de fogo e munições no Paraguai. Eles foram encaminhados à Delegacia da Polícia Federal, em Foz do Iguaçu.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade