UAI
Publicidade

Estado de Minas SOLIDARIEDADE

Carreta itinerante para doação de sangue chega à Contagem

O Hemocentro Itinerante ficará na cidade entre os dias 25 e 29 de outubro; é obrigatório fazer o agendamento para doar


21/10/2021 17:40 - atualizado 21/10/2021 17:50

Bolsa de sangue
Mais de 2.800 pessoas já doaram sangue no Hemocentro Itinerante, beneficiando potencialmente 11.540 pacientes que precisam de transfusão (foto: Gladyston Rodrigues/EM/D.A Press)
A partir desta segunda-feira (25/10), o projeto Hemocentro Itinerante SAS Brasil, para campanha de doação de sangue, vai estar em Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte.
 
A carreta vai ficar no estacionamento do Complexo Itaú Power, localizado na Av. General David Sarnoff, 5.160 - Cidade Industrial, até o dia 29 de outubro. Os candidatos devem obrigatoriamente fazer o agendamento no site, onde também vão encontrar as condições e restrições para fazer a doação. 
O Hemocentro Itinerante é uma carreta totalmente adaptada para receber os doadores de sangue e está rodando por cidades de Minas Gerais, Rio de Janeiro, Goiás e do Distrito Federal. 
 
Em Minas, a carreta já passou por Juiz de Fora, na Zona da Mata, e está programada para ir a Uberaba e Uberlândia, no Triângulo Mineiro, entre os dias 10 a 12 de novembro.
 
Caminhão itinerante de doação de sangue
A carreta vai ficar no estacionamento do Complexo Itaú Power, localizado na Av. General David Sarnoff, 5.160 - Cidade Industrial - Contagem, até o dia 29 de outubro (foto: Gabriel Nunes/SAS Brasil)
 

O projeto
 
Em 2020, a startup Saúde, Alegria e Sustentabilidade Brasil (SAS Brasil) adaptou uma carreta para coletar doações de sangue na Grande São Paulo. Em 2021, com o patrocínio da Drogarias Pacheco, o Hemocentro Itinerante vai rodar por 11 cidades de quatro estados e do Distrito Federal. 
 
O espaço está totalmente adequado às normas de segurança sanitárias vigentes e a doação é rápida e indolor.
 
De acordo com a SAS Brasil, como efeito da pandemia, os estoques de sangue nos hemocentros estão em níveis muito baixos. Várias instituições estão enfrentando dificuldades e fazendo apelos por doações. O quadro, mesmo antes da COVID-19, já era crítico.
 
Dados do Ministério da Saúde apontam que apenas 1,6% da população brasileira doa sangue — o equivalente a 16 a cada 1.000 pessoas. A taxa ideal, recomendada pela Organização Mundial da Saúde (OMS), é de 5%. 
 
Segundo a SAS Brasil, até o momento, 2.885 pessoas já doaram sangue no Hemocentro Itinerante, beneficiando potencialmente 11.540 pacientes que precisam de transfusão. Foram mais de 1,3 mil litros de sangue coletados e 4,7 mil km rodados.
 
 
Doações em Minas
 
Segundo a Fundação Hemominas, os estoques de sangue estão enfrentando uma baixa significativa, principalmente dos tipos O positivo e O negativo, que estão cerca de 50% abaixo do ideal. 
 
“A situação é crítica e, por isso, convocamos as pessoas, que estejam em boas condições de saúde, para agendar a doação de sangue, participando dessa ação inédita em Minas Gerais”, comenta a fundação, por meio de nota.
 
Em 2019, 348.158 candidatos à doação compareceram nas unidades da Hemominas em todo o estado; em 2020, esse número caiu para 308.970 candidatos; e até julho de 2021, a instituição teve 182.081 comparecimentos de candidatos à doação de sangue em todo o estado.
 
A Fundação possui 21 unidades distribuídas por toda Minas Gerais, além de sete postos de coleta avançados, onde os cidadãos podem fazer a doação de sangue.
 
Na capital, a instituição possui três unidades, o Hemocentro de Belo Horizonte, localizado na alameda Ezequiel Dias, 321; o Estação BH, localizado no Shopping Estação/Região de Venda Nova; e uma unidade no Hospital Júlia Kubitschek, na Região do Barreiro. A Hemominas também tem uma unidade em Betim, na Grande BH.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade