UAI
Publicidade

Estado de Minas Vacinação

Adolescentes de 12 anos serão vacinados nesta quinta em São José da Lapa

No mesmo dia (14/10), também terá feita a 'repescagem' para os adolescentes de 13 a 17 anos que ainda não se imunizaram contra a COVID-19


13/10/2021 11:35 - atualizado 13/10/2021 11:45

Profissional de Saúde prepara seringa para aplicação de dose de vacina
Para tomar a primeira dose é necessário que os adolescentes estejam acompanhados pelos pais ou responsáveis maiores de 18 anos. (foto: Prefeitura de São José da Lapa/Divulgação)

 
A cidade de São José da Lapa, Região Metropolitana de Belo Horizonte, vai vacinar nesta quinta-feira (14/10), os adolescentes de 12 anos com a primeira dose da vacina contra COVID-19. No mesmo dia, haverá repescagem para os jovens de 13 a 17 anos que ainda não se imunizaram.
 
Para tomar a primeira dose os adolescentes precisam apresentar identidade com foto, CPF, comprovante de endereço e caderneta de vacinação, além de estarem acompanhados pelos pais ou responsáveis maiores de 18 anos.
 
A vacinação desse público irá ocorrer em horários e locais diferentes:
 
Ginásio Poliesportivo Dom Pedro I , de 8h às 11h30;
Quadra da Escola Maria de Lourdes (Centro) , de 13h30 às 15h30;
Programa Saúde da Família (PSF) Inácia de Carvalho , de 8h às 11h30.
 
 
Segunda Dose
 
Nesta sexta-feira (15/10), será aplicada a 2ª dose da AstraZeneca para quem recebeu a 1ª dose até o dia 9 de julho.
 
Para receber a 2ª dose é obrigatório a apresentação do Cartão de Vacinação. Os horários e locais são os mesmos citados acima.
 
 
Vacinação em São José da Lapa
 
Até a última sexta-feira (8/10), São José da Lapa vacinou 17.763 pessoas com a 1ª dose, sendo que 8.143 tomaram a 2ª dose, 325 receberam a dose única e 82 cidadãos tomaram a 3ª dose.
 
 
Números da pandemia no município
 
Conforme o boletim mais recente da prefeitura, divulgado na última sexta-feira (8/10), a cidade contabilizou um total de 2.621 contaminados pela COVID-19 desde o início da pandemia. O município registrou 59 óbitos.
 
Se comparado ao boletim do dia 3 de outubro, quando foram registrados 2.606 contaminados e 59 óbitos, houve um aumento de 15 novos casos e nenhuma morte.
 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade