UAI
Publicidade

Estado de Minas ALERTA DE PERIGO

Tempestade de granizo pode atingir mais de 30 cidades mineiras

Alerta feito pelo Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) coloca outras regiões de Minas Gerais em atenção por tempestades. Entenda o motivo do fenômeno


11/10/2021 14:41 - atualizado 11/10/2021 14:54

Alagamento na cidade de Frutal, no Triângulo Mineiro
Frutal, no Triângulo Mineiro, sofreu com chuvas no fim de semana: alerta continua valendo para a cidade (foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação)
Ao menos 33 cidades do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba correm o risco de ter tempestades com granizo e volumes de chuva que ultrapassam os 100 milímetros entre hoje (11/10) e amanhã (12/10). O alerta foi emitido pelo Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), que definiu o grau de severidade como "perigo" para mais de 300 municípios mineiros de regiões diversas, mas sem risco de granizo ( veja mais abaixo ).
 
 
O município é um dos que estão no alerta de novas tempestades de granizo e volumes acumulados de chuva que podem ultrapassar 100 milímetros nas próximas horas ( veja lista completa abaixo ).
 
A prefeitura mantém plantão da Defesa Civil pelo telefone 199, e começou a limpeza das áreas afetadas, para que as novas tempestades não compliquem ainda mais a situação.
 
Segundo o Inmet, além das fortes tempestades, vendavais também podem ser registrados, com velocidades entre 60km/h e 100km/h.

Temporais em outros pontos de Minas

Mas o alerta não é apenas no Triângulo. Há previsão de chuvas fortes, com volumes a partir de 50 milímetros, para outras regiões do Estado, totalizando 344 cidades. Segundo o Inmet, os Vales do Jequitinhonha, Mucuri, Rio Doce, Sul e Sudoeste de Minas, Campo das Vertentes, Zona da Mata e Região Metropolitana de Belo Horizonte podem ter registros de temporais muito intensos até amanhã.
 
Municípios como Água Boa, Baependi, Barbacena, Coronel Fabriciano, Governador Valadares, Itamonte, Lima Duarte, Malacacheta, Muriaé, Nanuque, Pouso Alto, São João Del Rei, Teófilo Otoni e Viçosa estão na lista.
 
Há riscos de alagamentos por causa do grande acúmulo de chuva. 
 
Um evento do Dia das Crianças organizado pela prefeitura de Ataléia, no Vale do Jequitinhonha, foi cancelado por causa dessa previsão.
 
Carro atingido por árvore em Pirassununga, no interior de São Paulo
Pirassununga, no interior de São Paulo, teve efeitos parecidos com a chuva que está prevista em Minas (foto: Defesa Civil de Pirassununga (SP)/Divulgação)

De onde vem tanta chuva?

A chuva que atinge grande parte de Minas Gerais neste feriadão de Nossa Senhora de Aparecida é causada por uma frente fria que veio da Argentina.
 
Ela teve muita força no Paraná e Santa Catarina, e também causou destruição no Estado de São Paulo.

Em uma cidade do interior paulista, Pirassununga, a 544 km de Belo Horizonte, os ventos chegaram a 79km/h e causaram um rastro de destruição na cidade. Mais de 100 árvores caíram. A prefeitura decretou calamidade pública, mas não conseguia imprimir o documento, pois não havia energia elétrica.

Cidades de MG com risco de temporais de granizo

  • Água Comprida
  • Araguari
  • Araporã
  • Cachoeira Dourada
  • Campina Verde
  • Campo Florido
  • Canápolis
  • Capinópolis
  • Caneirinho
  • Centralina
  • Comendador Gomes
  • Fronteira
  • Frutal
  • Gurinhatã
  • Indianópolis
  • Ipiaçu
  • Itapagipe
  • Ituiutaba
  • Iturama
  • Limeira do Oeste
  • Monte Alegre de Minas
  • Nova Ponte
  • Pirajuba
  • Planura
  • Prata
  • Santa Vitória
  • São Francisco de Sales
  • Tupaciguara
  • Uberaba
  • Uberlândia
  • União de Minas
  • Veríssimo


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade