UAI
Publicidade

Estado de Minas OPORTUNIDADE ÚNICA

Moradores de cidade mineira poderão tomar duas doses da Janssen em SP

Duas doses da Janssen e, ainda por cima, em São Paulo?! O título causa estranhamento, mas trata-se de uma pesquisa de universidade paulista


09/10/2021 17:31 - atualizado 09/10/2021 17:57

aplicacao da vacina janssen sendo preparada
Normalmente aplicada em dose única, voluntários receberão duas aplicações da Janssen (foto: Robyn Beck/AFP)
Moradores de uma cidade do interior de Minas poderão ter a experiência de tomar duas doses da Janssen - usualmente aplicada apenas uma vez - e em São Paulo. Detalhe: com todo o custo de deslocamento pago. Curioso, não?! Trata-se de uma pesquisa da Universidade de São Paulo (USP) e o município escolhido foi São Sebastião do Paraíso, no Sul do estado mineiro. 
 
Residentes do município com quase 72 mil habitantes poderão se candidatar como voluntário, desde que não tenham tomado qualquer aplicação de vacina contra COVID-19 ( veja outras exigências abaixo ). O estudo está sendo desenvolvido pela Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, uma unidade da USP na cidade paulista a 115 km de São Sebastião do Paraíso.
 
Os voluntários que passarem por um rigoroso processo de avaliação da saúde vão de ônibus até Ribeirão Preto para tomar duas doses da vacina com intervalo de 28 dias. A pesquisa será realizada com público de 12 a 17 anos, e de 18 a 55 anos. Os interessados do primeiro grupo devem clicar  aqui  e, do segundo,  aqui . Após preenchimento do formulário, uma equipe entra em contato para marcar a avaliação médica.
 
Segundo informou o prefeito Marcelo Morais, até a última sexta-feira (8/10), 12 pessoas já haviam se cadastrado. Mas não há um prazo determinado para fechar as inscrições. “Depende do número de adesões”, informou o gestor municipal. A vacinação não tem data ainda definida e depende, também, do número de voluntários.
 
Todos os custos serão bancados pela USP (Universidade de São Paulo). 
 

Exigências

 
Para o público de 18 a 55 anos, os participantes deverão atender a alguns critérios, entre eles: nunca tiver tido um teste positivo para COVID-19; não tiver tomado outra vacina para prevenção do vírus e estar em boa saúde (se tiver alguma doença que esteja controlada).
 
Já em relação ao público de 12 a 17 anos, os pais ou responsáveis devem concordar com a pesquisa. O jovem não deve ter tomado outra vacina para a prevenção da COVID-19, e também deve estar com bom estado de saúde. Para ambos os públicos, haverá triagem rigorosa para avaliar o quadro clínico de cada participante, antes da ida a Ribeirão Preto.
 
O termo entre a faculdade e a prefeitura de São Sebastião do Paraíso foi assinado na terça-feira (5/10). 
  

ButanVac

 
Esta é a segunda participação de São Sebastião do Paraíso com voluntariado contra a COVID-19. No dia 15 de setembro, a Prefeitura de São Sebastião do Paraíso assinou termo de cooperação com Instituto Butantan e a Unidade de Pesquisa Clínica do Hospital das Clinicas de Ribeirão Preto/USP, para  realizar os testes clínicos da ButanVac  - vacina 100% brasileira contra a COVID-19.

Ao todo, estão em acompanhamento 28 voluntários do município.
 
 
 
 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade