UAI
Publicidade

Estado de Minas FLEXIBILIZAÇÃO

Sete Lagoas anuncia ampliação da capacidade de salas de aula

A capacidade sai dos 30% atuais para 50%; o prazo para adequações das unidades educacionais é de 10 dias a partir da publicação do decreto


15/09/2021 19:43 - atualizado 15/09/2021 20:25

Com o novo decreto, as salas de aulas poderão receber mais alunos, já que o distanciamento entre as carteiras foi alterado
Com o novo decreto, as salas de aulas poderão receber mais alunos, já que o distanciamento entre as carteiras foi alterado (foto: Prefeitura de Sete Lagoas/Divulgação)
Sete Lagoas  anunciou novas definições na legislação sanitária de combate à COVID-19 na cidade que entram em vigor no próximo dia 24. Entre as mudanças, está a ampliação da capacidade das salas de aula: de 30% da lotação para 50%. 
 
Essa flexibilização foi chancelada pelo Comitê Local de Enfrentamento da COVID, formado por representantes da Secretaria Municipal de Saúde, de hospitais particulares, da Guarda Municipal e da Polícia Militar. A prefeitura da cidade da Região Central esclarece que os protocolos foram alterados pelo Governo de Minas na última sexta-feira (10/9).
 
As medidas foram seguidas pelo comitê local e a principal alteração ocorreu em relação ao distanciamento praticado nas unidades escolares, que passou para 90 centímetros entre as carteiras.
 
Com isso, a presença de alunos dentro da sala, que era de 30% da capacidade, passa para 50%. No entanto, nos refeitórios, devido a não utilização de máscaras quando os estudantes estão se alimentando, a distância recomendada continua sendo 1,5 metros. 
 
O prazo para adequações das unidades educacionais é de 10 dias a partir da publicação do decreto, portanto, dia 24 deste mês.
 
“Todas as decisões consideram o atual cenário pandêmico da cidade, com o avanço da vacinação e a redução na taxa de ocupação de leitos. Trabalhamos muito para garantir a assistência e a imunização em massa”, avaliou o prefeito Duílio de Castro (Patriota).
 
Vacinação no Município
 
A cidade vacinou, nesta semana, idosos com a dose de reforço e vai imunizar as pessoas com a 2ª dose da Astrazeneca e Pfizer.
 
Amanhã (16/9), será aplicada a 2ª dose para quem tomou a dose inicial até o dia 16 de junho, das 9h às 16h, nos Centros de Saúde dos bairros Manoa, São João, Progresso, Montreal, Várzea, Santo Antônio e Santa Luzia; Unidade Básica de Saúde (UBS) dos bairros Cidade de Deus, Luxemburgo e Belo Vale; e Estratégia Saúde da Família (ESF) dos bairros da Catarina, CDI I, Itapuã II, Esperança, Fazenda Velha, Eldorado, Barreiro e Alvorada. 
 
Nesta quinta (16/9) e sexta-feira (17/9), terá vacinação de 2ª dose da Pfizer para quem tomou a 1ª dose até o dia 17 de junho, das 9h às 16h, na Faculdade UNA (Av. Secretário Divino Padrão, 1.411, Santo Antônio), a pé.
 
A Prefeitura de Sete Lagoas também divulgou o cronograma de 2ª dose da Astrazeneca para pessoas de 56 e 57 anos e para os profissionais da educação, que tomaram a 1ª dose ate%u0301 o dia 17 de junho. A vacinação será nesta sexta-feira, das 9h a%u0300s 16h. 
 
Público de 56 e 57 anos se vacina nos Centros de Sau%u0301de, UBS e ESFs citados acima. Já profissionais da educação, que receberam a 1ª dose até 17 de junho, se vacinam no Sesc (com entrada pela rua Prof. Abeylard), a pé, e na Faculdade Atenas (Av. Perimetral, ao lado da Bombril), em sistema drive-thru.
 
Os documentos necessários são comprovante de 1ª dose (da Astrazeneca e Pfizer), cartão SUS ou CPF.
 
Até esta terça-feira (14/9), receberam a 1ª dose 163.953 pessoas (67,8% da população). A 2ª dose foi aplicada em 64.657 cidadãos, a 3ª dose em 362 idosos e a dose única em 5.814 pessoas. Somando 2ª dose, 3ª dose e dose única, 29,3% da população está imunizada.
 
Raio-X da COVID
 
De acordo com último boletim, divulgado nesta quarta-feira (15/9), o município contabiliza 23.265 contaminações por COVID-19, com a confirmação de nove novos casos.
 
Nenhuma morte foi registrada nas últimas 24 horas, porém, um óbito suspeito ocorreu ontem, no Hospital Nossa Senhora das Graças: um homem de 74 anos. Assim, a cidade segue mantendo as 607 mortes, e um óbito suspeito.
 
Dos nove internados no município, cinco estão em Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e quatro em enfermaria. Entre os internados na UTI, um é de Sete Lagoas e os demais de outras cidades da região: Pequi, Campos Altos, Biquinhas e Quartel General.
 
A taxa de ocupação de leitos de UTI COVID, SUS e particular em Sete Lagoas está em 14,3%. Considerando apenas os leitos de UTI do SUS, esse índice sobe para 25%.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade