UAI
Publicidade

Estado de Minas INQUÉRITO FINALIZADO

Suspeitos de roubar fazendas em Minas podem pegar até 22 anos de prisão

Segundo o inquérito da Operação Colheita Maldita, 22 suspeitos foram indiciados por roubo, emprego de arma de fogo e por 'restringir a liberdade das vítimas'


23/08/2021 11:29 - atualizado 23/08/2021 11:33


O inquérito policial da Operação Colheita Maldita finalizou com 18 volumes e aproximadamente 3.500 páginas(foto: PCMG/Divulgação)
O inquérito policial da Operação Colheita Maldita finalizou com 18 volumes e aproximadamente 3.500 páginas (foto: PCMG/Divulgação)
 
A Polícia Civil (PC) de Ibiá , cidade da microrregião de Araxá, concluiu o inquérito policial da Operação Colheita Maldita, que foi deflagrada no dia 28 de julho, e prendeu 22 suspeitos de integrar organização criminosa que furtou e roubou tratores, máquinas agrícolas, defensivos agrícolas, ferramentas e outros bens de várias fazendas de Ibiá e de outras zonas rurais do Triângulo Mineiro.
 
Com 18 volumes e mais de 3.500 páginas, segundo informações do delegado regional Vitor Hugo Heisler, o inquérito destaca que os 22 suspeitos vão continuar presos pela prática de vários crimes de roubos e furtos, nas localidades já citadas, devido a mandados de prisão temporária expedidos pela Justiça Pública da Comarca de Ibiá.
 
Ainda conforme dados do inquérito, durante as investigações da Operação Colheita Maldita, os 22 suspeitos foram identificados e indiciados pela prática dos crimes de roubo, pelo emprego de arma de fogo e por restringir a liberdade das vítimas.
 
“Se eles vierem a ser condenados poderão pegar uma pena de até 22 anos de prisão”, comentou Heisler.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade