Publicidade

Estado de Minas CRIME

Polícia de Juiz de Fora flagra contrabando de cigarros

Dois homens foram presos com 3 mil maços de cigarros contrabandeados e ilegais


04/08/2021 17:46 - atualizado 04/08/2021 18:38

(foto: A maior parte dos cigarros apreendidos é de origem paraguaia, com venda proibida no Brasil)
(foto: A maior parte dos cigarros apreendidos é de origem paraguaia, com venda proibida no Brasil)

Em um trabalho conjunto entre a Polícia Civil e a Receita Estadual, dois homens foram presos com cerca de 3 mil maços de cigarros contrabandeados do Paraguai. As prisões e a apreensão ocorreram no Bairro Independência, na Região Noroeste de Juiz de Fora, na Zona da Mata. Os dois homens, de 38 e 47 anos, foram presos no momento em que realizavam a transação comercial.


Os policiais da Delegacia Especializada em Roubos e Furtos chegaram à carga e aos dois  criminosos a partir de uma denúncia anônima. Eles passaram a monitorar um endereço, conseguindo flagrar os dois, quando o mais novo estacionou seu veículo para efetuar a entrega.


No momento em que descarregava a carga, foi dado o flagrante. No interior do imóvel também foi encontrado o restante de cigarros, tanto de origem nacional - de comercialização irregular-, quanto de origem paraguaia, de venda proibida.


Segundo o delegado Rogério Woyame, foram cometidos dois delitos. “Quanto aos cigarros de origem paraguaia, são de venda proibida no território nacional, logo, estamos diante do crime de contrabando. Por sua vez, os cigarros nacionais apreendidos não apresentavam nota fiscal, ocorrendo o crime de sonegação fiscal. Sendo assim, a Receita Estadual foi acionada para aplicação de multa cabível e cálculo do imposto devido.”


O suspeito mais velho teve a prisão ratificada pela prática do crime de contrabando e foi encaminhado ao sistema prisional. Já o outro investigado foi ouvido e responderá pela prática criminosa em liberdade.


 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade