Publicidade

Estado de Minas VIOLÊNCIA

Polícia de Formiga prende suspeitos de latrocínio de servidor público

Homem e adolescente foram presos depois de identificados por câmeras de segurança


02/08/2021 18:43 - atualizado 02/08/2021 20:26

O delegado Ricardo Bessas e a equipe conjunta da PM e Ministério Publico, que elucidou latrocínio(foto: PCMG)
O delegado Ricardo Bessas e a equipe conjunta da PM e Ministério Publico, que elucidou latrocínio (foto: PCMG)

Câmeras de segurança foram determinantes para a identificação de um adolescente, de 17 anos, e um homem de 25 anos, presos em Formiga, Região Centro-Oeste de Minas. Eles são os principais suspeitos do assasssinato de um servidor público de 52 anos. O crime ocorreu na casa da vítima na noite de sábado (24/7), na Avenida Primeiro de Maio, Bairro São José. Os suspeitos foram flagrados pelas câmreas circulando nas imediações da residência.


A prisão dos suspeitos foi divulgada nesta segunda-feira (2/8), mas ocorreu na última sexta-feira (30/7). Segundo a Polícia Civil, o crime foi um latrocínio, pois diversos pertences da vítima foram roubados. Todo o material foi encontrado num matagal, nas proximidades da residência.


A identificação dos suspeitos e suas prisões foram feitas num trabalho conjunto entre a Polícia Civil, Polícia Militar e Ministério Público. Segundo o delegado Ricardo Bessas, ao ser questionado, o maior confessou a autoria do crime e revelou a participação do adolescente de 17 anos. Ele ainda indicou o local onde os bens subtraídos da vítima estavam escondidos, em um matagal conhecido como Beco da Pedra.


A vítima foi encontrada morta em sua residência, no último dia 25/7. Segundo as investigações, a vítima tinha sido agredida no dia anterior com golpes de instrumento contundente na cabeça, não resistindo aos ferimentos e vindo a óbito em razão de um traumatismo craniano. Os ladrões fugiram levando um televisor e jóias.


Após as prisões, o maior foi encaminhado para o sistema prisional, enquanto o adolescente foi levado para uma unidade de internação, conforme medidas estabelecidas no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).


 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade