Publicidade

Estado de Minas ASSISTÊNCIA

Frio: BH aciona plano de contingência para pessoas em situação de rua

Equipes da prefeitura passarão orientações aos moradores e distribuirão cobertores. Linha de emergência no período noturno também foi disponibilizada


29/07/2021 22:37 - atualizado 29/07/2021 22:52

Plano de contingência para atender pessoas em situação de rua foi acionado pela PBH(foto: Edésio Ferreira/EM/D.A Press)
Plano de contingência para atender pessoas em situação de rua foi acionado pela PBH (foto: Edésio Ferreira/EM/D.A Press)
Com a chegada do frio intenso nesta semana, prefeituras começaram a se mobilizar para ajudar pessoas em situação de rua. Nesta quinta-feira (29/7), Belo Horizonte anunciou um plano de contingência para proteger os moradores. As medidas vão desde a entrega de cobertores até a disponibilização de uma linha de emergência no período noturno.

De acordo com a Prefeitura de Belo Horizonte (PBH), o plano será executado de maneira intersetorial, ou seja, com a participação de vários braços do município, como por exemplo, pela Secretaria Municipal de Assistência Social, Segurança Alimentar e Cidadania (SMASAC), Secretaria Municipal de Saúde (SMSA), Defesa Civil e a Secretaria Municipal de Segurança e Prevenção (SMSP), além do Centro de Operações da Prefeitura (COP).

LEIA MAIS: Minas ''congela'' e Belo Horizonte apela para a solidariedade

Moradores de rua receberão orientações quanto à proteção em dias de temperaturas mais baixas, principalmente à noite. O foco da abordagem será no encaminhamento das pessoas para unidades de acolhimento, além da entrega de cobertores.

Ainda segundo a PBH, as vagas nas unidades de acolhimento passarão por monitoramento especial de ocupação e, se necessário, haverá ampliação emergencial dentro das estruturas já existentes. Locais parceiros de hospedagem também poderão ser acionados. Os números serão repassados às equipes de rua em tempo integral, para facilitar o encaminhamento. 

Atualmente, Belo Horizonte conta com 600 vagas diárias de acolhimento na modalidade casa de passagem com oferta de alimentação, higienização, guarda de pertences e pernoite.

Emergências

Um protocolo de emergência também foi criado. Caso alguma equipe perceba que uma pessoa em situação de rua está com hipotermia ou algum sintoma agravado pelo frio, o encaminhamento a uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) deve ser feito, inclusive, com acionamento do Serviço Móvel de Atendimento de Urgência (Samu).

"As equipes médicas de regulação e avaliação de risco do SAMU, além das UPAS, estão orientadas e receberam alerta emitido pela Secretaria Municipal de Saúde. As unidades básicas de saúde também estão de prontidão, no caso de atendimentos diurnos, inclusive para acionar, se necessário, acolhimento específico em caso de sintomas gripais ou suspeita de COVID-19", destacou, em nota, a PBH.

Uma linha de emergência também poderá ser acionada em caso de pessoa em situação de rua com hipotermia, por exemplo. O número é o 153, referente ao plantão do Centro de Operações. A estrutura, de acordo com a PBH, estará mobilizada até o dia 5 de agosto, mas só deve ser utilizada para emergências no período noturno.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade