Publicidade

Estado de Minas CONFIRA COMO ESCAPAR

Olha o golpe! Criminosos usam nome de prefeitura para clonar celulares

Golpistas se apresentam como servidores e, a partir de falsas denúncias ou mesmo convites, tentam pegar informações pessoais da vítima


28/07/2021 19:17 - atualizado 28/07/2021 20:26

Empresários e comerciantes de Araxá estão sendo alvo de tentativas de golpe(foto: Imagem ilustrativa - Christiano Antonucci/Secom-MT )
Empresários e comerciantes de Araxá estão sendo alvo de tentativas de golpe (foto: Imagem ilustrativa - Christiano Antonucci/Secom-MT )
Comerciantes e empresários especialmente do Alto Paranaíba devem ficar atentos! A Prefeitura de Araxá informou nesta quarta-feira (28/7) que criminosos estão usando o nome da Vigilância Sanitária local para aplicar golpes cujo objetivo é clonar o celular da vítima. Veja como escapar.
 
"Os golpistas relatam que estão apurando uma falsa denúncia ou ofertam capacitação, solicitando um contato de WhatsApp para enviar mais esclarecimentos, momento em que o telefone é clonado", esclarece, pelas redes sociais, a gestão da cidade do Alto Paranaíba mineiro.
 
 
Em um dos casos, um empresário foi convidado para participar de uma suposta palestra com comerciantes com o objetivo de debater assuntos relacionados à COVID-19. Pelo WhatsApp, ele teria que confirmar presença no evento. Após uma mensagem chegar ao celular, o golpista solicitou o código enviado.
 
O empresário, no entanto, achou a prática estranha, não atendeu ao pedido, e entrou em contato com a Prefeitura de Araxá. Ainda segundo o alvo dos criminosos, outros dois comerciantes receberam uma ligação com o mesmo teor.
 

Fique de olho!

 
Questionada, a assessoria de comunicação da prefeitura confirmou que cerca de 11 pessoas relataram a tentativa de golpe: três denúncias foram feitas pela Ouvidoria da Saúde, enquanto as outras oito, por meio dos canais de comunicação da própria Vigilância Sanitária.
 
"A Vigilância Sanitária esclarece que todas as apurações de denúncias são realizadas exclusivamente in loco por fiscais sanitários devidamente identificados", afirma.
 
 

Saiba o que fazer para não cair em golpes

 
O 37º Batalhão de Polícia Militar, responsável pelo policiamento de Araxá, alerta ainda para o “golpe do PIX”, que funciona de maneira semelhante, também pelo WhatsApp.
 
No golpe, a foto de perfil do WhatsApp da vítima é copiada. Com outro número e usando a foto, os golpistas iniciam uma conversa alegando que a pessoa trocou de telefone. Na sequência, solicitam aos contatos transferências bancárias ou valores em dinheiro por meio do PIX.
 
Dicas da Polícia Militar para se proteger:
 
  • Desconfie quando o contato reaparecer com outro número, principalmente se for para pedir dinheiro. Nestes casos, o telefone da pessoa pode ter sido clonado; 
  • Sempre que um contato lhe pedir dinheiro emprestado, sugira uma ligação ou áudio e tente reconhecer a voz da pessoa. Jamais faça PIX ou transferência de valores sem verificar a veracidade do pedido; 
  • Esconda sua foto de perfil. É mais difícil replicar sua conta de WhatsApp se a sua foto de perfil não for pública. Em “Foto de Perfil”, marque a opção “Meus Contatos” para garantir que apenas as pessoas de sua lista possam acessar sua foto de perfil. 
  • Há redes sociais, como o Facebook, que permitem divulgar seu número de telefone. Também há pessoas que, por questão de trabalho, colocam o número em perfis no Instagram e em outras redes. Essa divulgação facilita a aplicação de golpes como estes, que requerem informações pessoais das vítimas. Por isso, esteja ciente que os riscos destes ataques são maiores.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade