Publicidade

Estado de Minas LAVOURAS DESTRUÍDAS

Emergência: Cidades de MG amargam prejuízo com geadas e temem onda de frio

As prefeituras de Alfenas e Itamogi levaram em conta as geadas que já ocorreram e os alertas de baixas temperaturas no Estado a partir de amanhã (29/07)


28/07/2021 17:35 - atualizado 28/07/2021 17:57

Lavoura completamente destruída em Itamogi: geadas destruíram 25% da área plantada(foto: Nilson David/Arquivo pessoal)
Lavoura completamente destruída em Itamogi: geadas destruíram 25% da área plantada (foto: Nilson David/Arquivo pessoal)
Se não bastasse o temor pela chegada da onda de frio, a partir desta quarta-feira (28/7), municípios mineiros precisam conviver com prejuízos já causados pelo tempo. Cidades no Sul do estado foram atingidas na última semana por geadas, registraram perdas de até 25% em lavouras e decretaram estado de emergência e até calamidade pública.
 
 
São os casos de Itamogi e Alfenas, cujos decretos duram até o início de 2022. Enquanto o prejuízo direto nas lavouras de café é estimado em 25%, os indiretos ainda são calculados. “Foi muito severa a geada e estamos em campo avaliando todas as áreas afetadas”, afirma o secretário executivo do Sindicato dos Produtores Rurais de Itamogi, Nilson David. 
 

Itamogi

 
Em Itamogi, a situação é mais grave e foi decretada calamidade pública nessa sexta-feira (23/7). Com isso, está autorizada a mobilização dos setores municipais competentes para que atuem, sob a coordenação da Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil (Compdec), nas ações de resposta ao desastre, reabilitação do cenário  e reconstrução.

Os órgãos devem permanecer em estado de alerta para iminência de geada, que tem previsão de nova ocorrência. O Sindicato dos Produtores Rurais de Itamogi fala em "cenário difícil vivenciado pelos produtores rurais em decorrência de fatores climáticos ocorridos em 2020 e com a geada que atingiu grande parte das lavouras".
 
"Estamos tomando frente junto as principais compradoras de café atuantes na região (Coopercitrus, Cooxupé e Olam), com o objetivo de buscar soluções razoáveis e justas para que os contratos de trava e troca de café celebrados com os produtores rurais sejam honrados”, afirma a entidade, em trecho de comunicado.
 
Uma reunião foi marcada para a sexta-feira (30/7) entre produtores e representantes de segmentos envolvidos.

Alfenas

 
A Prefeitura de Alfenas emitiu o decreto na segunda-feira (26/7) de “situação de emergência” na zona rural do município pelos danos aos produtores rurais.

A Secretaria Municipal de Agricultura e Desenvolvimento Rural e a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Indústria, Comércio e Ação Regional pretendem adotar todas as medidas que se fizerem necessárias para minimizar os problemas ocasionados.

O decreto autoriza a mobilização de todos os setores municipais competentes para atuarem sob a coordenação da Compdec, nas ações de respostas ao desastre, reabilitação do cenário e reconstrução, devendo, ainda, permanecer em estado de alerta para iminência de geada, que tem previsão de nova ocorrência nos próximos dias.
 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade