Publicidade

Estado de Minas HOMICÍDIO EM 2017

Polícia prende homem suspeito de mandar matar o ex-funcionário

Vítima chegou a denunciar o ex-patrão por tráfico de armas


27/07/2021 23:47 - atualizado 28/07/2021 00:19

Vítima trafegava em direção à estrada que dá acesso à Comunidade São João Batista, em Rosário da Limeira, quando foi surpreendida por um atirador(foto: PCMG/Divulgação)
Vítima trafegava em direção à estrada que dá acesso à Comunidade São João Batista, em Rosário da Limeira, quando foi surpreendida por um atirador (foto: PCMG/Divulgação)
Um empresário de 64 anos foi preso na tarde desta terça-feira (27/7) pela Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG), na cidade de Rosário da Limeira, acusado de ser o mandante do assassinato do ex-funcionário de 43 anos – executado a tiros, no dia 12 de abril de 2017, no município da Zona da Mata.
 
No dia do crime, a vítima trafegava em direção à estrada que dá acesso à Comunidade São João Batista, conhecida popularmente pelo nome de Ancorado, quando foi surpreendida por um atirador, que alvejou o veículo com vários disparos.
 
As investigações conduzidas pela Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa da 4ª Delegacia Regional, em Muriaé, apontaram que o empresário teria sido o mandante do crime. O então atual empregado dele na época, de 50 anos, foi identificado como o executor do homicídio e está preso desde 19 de maio deste ano.
 
A Polícia Civil também informou que, na época da ocorrência, o executor do assassinato já “atuava como braço direito do empresário”. “Na época, depois de prestar depoimento na delegacia, os policiais civis constataram que ele mentiu ao afirmar que no dia do crime estaria em outra cidade. Ele também foi reconhecido por testemunha”, detalha a PCMG.
 
O empresário chegou a ser acionado na Justiça do Trabalho pela vítima, que também denunciou um suposto esquema de tráfico de armas praticado pelo ex-patrão. Para a polícia, esses fatos teriam motivado o crime.
 
A dupla responderá por homicídio triplamente qualificado, com pena que pode chegar a mais de 30 anos de prisão em caso de condenação.
 
O homem foi encaminhado ao sistema prisional, onde permanece à disposição da Justiça.
 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade