Publicidade

Estado de Minas REVOLTA SAIU CARO

Homem não consegue cachaça a fiado, coloca fogo em mata de parque e é preso

Autor quis se vingar da proprietária do bar e acabou sendo responsável pela queima de 2,59 hectares de vegetação nativa


26/07/2021 18:21 - atualizado 26/07/2021 18:44

Foram empenhadas quatro viaturas com sete militares para combater o incêndio(foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação)
Foram empenhadas quatro viaturas com sete militares para combater o incêndio (foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação)
Um homem de 39 anos acabou preso após se revoltar por não ter conseguido comprar cachaça a fiado no interior de Minas. Ele alegou que não tinha dinheiro e, quando teve a proposta negada pela proprietária do bar, colocou fogo em uma mata em frente ao comércio. Resultado: queimou 2,59 hectares de vegetação nativa e foi detido.
 
O caso ocorreu em Patos de Minas, no Alto Paranaíba, nesse sábado (24/7). Após não conseguir a cachaça no Bar da Renata, o homem pegou uma caixa de fósforo e colocou fogo na Mata do Catingueiro, pertencente ao parque municipal homônimo. O incêndio se espalhou e só foi controlado após mobilização de bombeiros, Polícia Militar e Polícia Militar do Meio Ambiente.
 
Caminhões foram acionados para jogar água, mas atuaram apenas até onde foi possível entrar com segurança. Outros focos precisaram ser combatidos com mochilas de combate a incêndio, abafadores e sopradores.
 

Prisão

 
Os policiais militares realizaram buscas pelo autor e conseguiram encontrá-lo ainda com a caixa de fósforos em um dos bolsos. Segundo as autoridades, ele admitiu ter causado o incêndio.
 
Ele foi detido por "provocar incêndio em mata ou floresta de área comum cobertas de vegetação nativa", previsto no artigo 41, da lei nº 9.605/98, e terá de pagar uma multa de cerca de R$ 5 mil.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade