Publicidade

Estado de Minas ARTE DE BOAS-VINDAS

Cidade de Mariana ganha dois monumentos no Dia de Minas: 'Orgulho'

Batizado de Monumento Mariana, o portal contém dois monumentos que remetem à arte colonial e são feitos de pedra-sabão e quartzito


16/07/2021 18:02 - atualizado 16/07/2021 18:23

O monumento horizontal é uma homenagem a um dos maiores mestres construtores do período colonial brasileiro: José Pereira da Arouca(foto: Prefeitura de Mariana/Divulgação)
O monumento horizontal é uma homenagem a um dos maiores mestres construtores do período colonial brasileiro: José Pereira da Arouca (foto: Prefeitura de Mariana/Divulgação)
O Dia de Minas Geraiscelebrado em 16 de julho, remonta a chegada, em 1696, da bandeira chefiada pelo coronel Salvador Fernandes Furtado de Mendonça à região onde hoje está a cidade de Mariana. Naquela época, os visitantes chegavam ao recém-povoado e não encontravam um marco indicativo que, após 325 anos, na celebração dessa memória, torna-se um símbolo de boas-vindas.
 
Batizado como Monumento Mariana, o portal instalado na entrada no município contém duas peças artísticas que remetem à arte colonial. Os símbolos são feitos de pedra-sabão, quartzito e concreto e estão localizados às margens da Rodovia MG-129, em frente à rodoviária.
 

Criação 

 
De acordo com o artista plástico, Rinaldo Urzedo, foi feito um trabalho de pesquisa em conjunto com o historiador e professor, Cristiano Casimiro, em que puderam identificar quais seriam os elementos mais característicos a serem construídos. Os monumentos foram planejados durante um mês e a obra levou três meses para ficar pronta.
 
O primeiro monumento é vertical, foi desenhado e construído com inspiração nos chafarizes coloniais, possui 11 metros de altura em formato característico das fontes coloniais, dois pináculos e uma coroa, cornija e um frontão detalhado no melhor estilo colonial. “A identificação do nome 'Mariana' em sentido vertical embeleza o monumento”, conta.
 
Monumento vertical tem 11 metros de altura e foi construído inspirado nos chafarizes coloniais(foto: Prefeitura de Mariana/Divulgação)
Monumento vertical tem 11 metros de altura e foi construído inspirado nos chafarizes coloniais (foto: Prefeitura de Mariana/Divulgação)
 
 
Já o segundo, horizontal, é uma homenagem a um dos maiores mestres construtores do período colonial brasileiro, José Pereira da Arouca. Além de construir diversos prédios em Mariana e Vila Rica, o mestre Arouca, em 1782, foi contratado para construir uma nova estrada entre Mariana e Vila Rica.
 
 
“Como artista sinto uma honra imensurável pela oportunidade que me foi dada pelo prefeito. Como marianense sinto-me feliz por compartilhar com meus contemporâneos um marco para nossa cidade, este cartão de visitas que representa o que somos: um povo culto e apreciador das artes e da literatura”.
 

'Orgulho' 

 
De acordo com a secretária de Cultura, Patrimônio Histórico, Turismo e Lazer, Andréa Umbelino, Mariana tem vocação turística e o portal simboliza o potencial do lugar que agora ganha uma nova imagem para representar Minas Gerais.
 
 “Além da ideia de identidade e divulgação do município, os edifícios despertam um sentimento de pertencimento da população e orgulho de quem vive na nossa cidade. Essa é mais uma etapa rumo a um futuro diferente e promissor, tendo a atividade turística como indutor da economia”.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade