Publicidade

Estado de Minas CONTRA GRIPE

Prioritários não atingem meta e Uberlândia vai vacinar todos os grupos

Prioritários não atingiram a meta de 90% de imunização contra a influenza; recorte mais imunizado, o de crianças, teve pouco mais de 60% de adesão


12/07/2021 11:39 - atualizado 12/07/2021 11:46


A vacina da gripe na rede pública é trivalente, ou seja, protege contra três tipos de Influenza: A (H1N1), A (H3N2) e B(foto: Divulgação/PMU/p10Luz)
A vacina da gripe na rede pública é trivalente, ou seja, protege contra três tipos de Influenza: A (H1N1), A (H3N2) e B (foto: Divulgação/PMU/p10Luz)
A vacinação contra a gripe foi aberta para todos os públicos em Uberlândia, no Triângulo Mineiro. A adesão da população foi baixa e os grupos prioritários não atingiram a meta de 90% de imunização contra influenza. O recorte mais imunizado, o de crianças, teve pouco mais de 60% de adesão.
 
A vacina da gripe na rede pública é trivalente, ou seja, protege contra três tipos de Influenza: A (H1N1), A (H3N2) e B. O imunizante é seguro e reduz as complicações que podem levar aos casos graves da doença, internações ou, até mesmo, óbitos. Devido a estas complicações, é preciso que o público-alvo compareça aos postos para receber as doses.
 
“É importante destacar que a Influenza só está controlada porque as pessoas estão imunizadas. Se a imunização não ocorre, se as pessoas não comparecem para serem vacinadas, corremos o risco de termos outro surto de Influenza”, destacou a coordenadora do Programa de Imunização, Claubia Oliveira.

A médica ressaltou também que a gripe pode levar à internação e ao óbito, o que impactaria em um aumento na demanda de leitos justamente quando se vive a pandemia de COVID-19.
 
A vacinação ocorre nas salas de vacina das Unidades Básicas de Saúde da Família (UBSFs), das 7h30 às 16h30; das Unidades de Atendimento Integrado (UAIs) dos bairros Tibery, Martins e Planalto, das 8h às 20h; e nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs), das 8h às 18h30. Nas UBSs dos bairros Tocantins e Brasil o horário foi estendido, sendo das 8h às 20h.
 
Para se vacinar, é recomendado que a pessoa leve documento de identidade, cartão de vacina (se tiver) e um documento que comprove situações como comorbidade, deficiência ou vínculo profissional (para as profissões enquadradas no grupo prioritário).

Baixa adesão
A maior parte dos grupos prioritários não teve nem metade da população que os compõem vacinada, de acordo com dados da última semana. A exceção são as crianças com idades entre 6 meses e 6 anos, que vacinou 61,31% deles. Mas ainda assim a procura é considerada baixa.

Entre gestantes, 49,04% do esperado foi imunizado contra influenza. No grupo das puérperas, só 47,02% procuraram as salas de vacinação. Dos idosos, a busca foi de 43,29% do total.

Ao mesmo tempo, 37,79% dos profissionais de educação, 38,52% das pessoas com comorbidades, 7,93% dos militares das forças armadas e menos de 1% de deficientes receberam doses.
 
Chama a atenção ainda que entre profissionais de saúde apenas 42,36% procuraram se vacinar contra a gripe.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade