Publicidade

Estado de Minas PANDEMIA

Museus de BH têm primeiro fim de semana de reabertura com público

Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), na Praça da Liberdade, teve bom movimento na retomada das atividades


10/07/2021 18:31 - atualizado 10/07/2021 20:39

Movimento em exposição no CCBB neste sábado (10/7)(foto: Leandro Couri/EM/DA Press)
Movimento em exposição no CCBB neste sábado (10/7) (foto: Leandro Couri/EM/DA Press)

Belo Horizonte teve o primeiro fim de semana de reabertura de museus neste sábado (10/7). A ação faz parte do avanço da liberação das atividades na capital, iniciada no último sábado (3/7). 

O Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), que fica na Praça da Liberdade, na Região Centro-Sul da capital mineira, abriu as portas com as duas exposições que estavam em cartaz antes do último fechamento – “Abraham Palatnik – A reinvenção da pintura” e “Yara Tupynambá – 70 anos de carreira” e atraiu um movimento considerável.

Maria Alice Lacerda é professora e foi acompanhada do marido e do filho de 12 anos. "Foi uma sensação ótima poder revisitar o museu e ter a oportunidade de conhecer a arte da Tupynambá. Gostei demais da conta", disse.

Ela ainda contou que passou a apreciar ainda mais esse tipo de momento em espaços culturais diante a pandemia da COVID-19. "A gente valoriza mais essas oportunidades", acrescentou.

A reabertura foi celebrada pelo público (foto: Leandro Couri/EM/DA Press)
A reabertura foi celebrada pelo público (foto: Leandro Couri/EM/DA Press)
 

A estudante Marina Pereira Lima Ourives Lobo, de 22, também esteve no local neste sábado. "Achei muito legal rever o museu. Importante dar uma espairecida. %u200BMas acredito que deveríamos esperar mais para a reabertura. Não podemos dar muito 'mole' não'', disse.

Ela conta que já se vacinou e, por isso, fez a visita. "Na verdade, acho que em nenhuma parte do Brasil deveria estar reabrindo."

 O Palácio das Artes, que fica no Centro da capital, também iniciou a retomada gradativamente.

No domingo (11/07), às 19h, o palco do Grande Teatro vai receber a montagem “Incomoda, incomoda, incomoda...”, espetáculo de formatura do curso de teatro do Cefart. A plateia é limitada a 100 pessoas.

No fim da tarde, o movimento era tranquilo no local. Poucas pessoas circulavam por lá. Também seguindo o protocolo, o local disponibiliza álcool 70% no acesso aos espaços.

 Museus públicos também foram reabertos: Histórico Abílio Barreto, no Bairro Cidade Jardim, na Região Centro-Sul; da Imagem e do Som da Moda (Mumo), , no Bairro Lourdes, na mesma região; e a Casa do Baile, na Pampulha. Todas as visitas têm entrada gratuita e deverão ser agendadas previamente.

Entre as medidas necessárias de prevenção ao contágio pela COVID-19 adotadas nos museus estão a capacidade máxima de uma pessoa a cada 5m² nos espaços visitáveis e de circulação e o controle do fluxo de visitação, de forma a evitar aglomerações.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade