Publicidade

Estado de Minas VIOLÊNCIA

Tatuagem ajuda no reconhecimento de corpo de homem morto a chutes e socos

Vítima assassinada em Montes Claros foi reconhecida por parentes; crime ocorreu no domingo (20/6)


23/06/2021 19:09 - atualizado 23/06/2021 20:43


 
Tatuagem ajudou na identificação de corpo que estava no IML de Montes Claros. (foto: Policia Civil/divulgação)
Tatuagem ajudou na identificação de corpo que estava no IML de Montes Claros. (foto: Policia Civil/divulgação)
Foi reconhecido o corpo do homem que morreu após ser agredido com socos, murros e pontapés, em Montes Claros, no Norte de Minas, na madrugada de domingo (20/6). O crime foi motivado por uma discussão por causa de uma bebida alcoólica. Trata-se do consultor de vendas G. G. S, de 31 anos. A família dele mora no Bairro Santa Lúcia, em Belo Horizonte.
 

Uma tatuagem no corpo do homem ajudou no reconhecimento do corpo, que foi levado para o Instituto Médico Legal (IML) de Montes Claros, após a morte da vítima.

 

O corpo foi retirado no IML da cidade do Norte de Minas no inicio da noite desta quarta-feira (23/06) e levado para BH, onde será sepultado nesta quinta-feira (24/6). 

 

A violência contra o consultor de vendas aconteceu na movimentada Avenida Sanitária, na Região Central da cidade. Dois adolescentes, ambos de 16 anos, foram apreendidos pela suspeita do homicídio.

 

Segundo o delegado Bruno Rezende, da Delegacia de Homicídios de Montes Claros, os dois confessaram que o homem pediu a eles que lhe pagassem uma bebida alcoólica.

 

Após uma bebida cair no chão, a vítima teria agredido um dos adolescentes com uma garrafada na cabeça. Começou uma briga generalizada, com as agressões ao homem.

 

Toda a ação foi flagrada por câmeras de segurança. As imagens mostram os menores agredindo um homem de forma brutal com socos, chutes, murros e pontapés. Um dos adolescentes apreendidos chega a pisar no peito da vítima.

 

Mesmo desacordada, a vítima foi agredida com golpes na cabeça. As agressões só foram contidas com a chegada da Polícia Militar, que efetuou a apreensão dos menores.

 

O homem foi encaminhado para o pronto-socorro da Santa Casa de Montes Claros, próximo ao local da agressão. Ele morreu no hospital. 

Divulgação de desenho ajudou na identificação 

 

O médico legista responsável pela necropsia no IML de Montes Claros informou que uma das características do corpo da vítima era uma tatuagem de flores do lado direito do abdômen.

 

A Polícia Civil de Minas Gerais decidiu divulgar a tatuagem da vítima, com a expectativa que o desenho ajudasse na identificação dele por algum familiar, amigo ou conhecido.

 

Conforme a Policia Civil, ao ver a tatuagem em uma rede social, um parente da vítima, de Belo Horizonte, reconheceu o desenho. 

 

Desta forma três parentes do homem decidiram deslocar até Montes Claros, onde fizeram o reconhecimento do corpo no IML na tarde desta quarta-feira.

 

Vítima tinha problema com drogas 

De acordo com uma testemunha, uma parente do consultor de vendas revelou que ele tinha problemas com drogas e, ultimamente, esteve internado numa clínica para a recuperação de viciados em entorpecentes na zona rural de Montes Claros.

 

Porém, o homem deixou a clínica após um suposto desentendimento com a direção do estabelecimento. Ele foi para as ruas de Montes Claros, onde acabou morrendo.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade