Publicidade

Estado de Minas PANDEMIA

Secretário de Saúde: população de BH ficou sem 50 mil doses da vacina

Secretário municipal, Jackson Machado, afirma que governo do estado deixou de repassar doses para a capital mineira "por lógica política''


15/06/2021 14:01 - atualizado 15/06/2021 18:00

Secretário Jackson Machado em entrevista coletiva na sede da PBH(foto: Reprodução/Facebook)
Secretário Jackson Machado em entrevista coletiva na sede da PBH (foto: Reprodução/Facebook)
"Cinquenta mil pessoas deixaram de ser vacinadas em BH. Não resta a menor dúvida que foi por lógica política." A declaração foi dada pelo secretário municipal de Saúde de Belo Horizonte, Jackson Machado Pinto, em entrevista coletiva na sede da prefeitura, nesta terça-feira (15/6), para tratar do quantitativo de doses da vacina contra a COVID-19 enviadas à capital mineira na última semana. 

De acordo com a administração municipal, o número recebido este mês não é suficiente para a ampliação de novos grupos. "Na última remessa do estado, esperávamos receber em torno de 70 mil doses, correspondente a 12% do que o estado recebeu. Recebemos, para nossa surpresa, 19 mil, ou seja, 3,3%", disse Jackson.

Segundo a PBH, o Ministério da Saúde estabeleceu dois critérios para os estados distribuírem as vacinas entre seus municípios: a população proporcional a cada público contemplado (tais como idade e comorbidade) e a adesão à campanha de vacinação da gripe em anos anteriores.

 

"Por esse critério, Belo Horizonte tem direito a algo em torno de 14% dos imunizantes destinados a Minas Gerais. Na semana passada, no entanto, o índice foi de 3,3% – sem que a administração municipal fosse comunicada previamente e nem apresentada qualquer justificativa", informou a prefeitura em nota.


"Apesar de BH representar uma população de 12% da população estadual", complementou o secretário. 


Ainda de acordo com ele, esta semana a PBH não deve conseguir convocar nenhuma faixa etária. "Estamos estudando a possibilidade de vacinar grávidas sem comorbidade. Mas não temos vacina", disse.

 "Já fizemos vários esforços de cronograma de vacinação. Todos eles tiveram que ser abortados porque as regras não são cumpridas. Não vamos fazer cronograma", complementou.

Cronograma para vacinação em MG 


Mais cedo, o governo de Minas anunciou o cronograma completo de vacinação contra a COVID-19 no estado. A previsão é vacinar, com a primeira dose, todo o público-alvo (mineiros com 18 anos ou mais) até outubro deste ano. 

O plano foi anunciado pelo secretário de Saúde de Minas Gerais, Fábio Baccheretti, em uma apresentação seguida de entrevista coletiva. Ele frisou, contudo, que o cenário ainda é de perspectiva, a depender da distribuição do Ministério da Saúde.

O secretário afirmou que Minas deve receber cerca de 10% das doses distribuídas pelo Ministério da Saúde. Cerca de 38 milhões para junho, 35 milhões para julho, 68 milhóes para agosto, 62,5 milhões para setembro e 65 milhões para outubro. (Com informações de Márcia Maria Cruz e Matheus Muratori)


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade