Publicidade

Estado de Minas PANDEMIA

Idosos de Coronel Fabriciano 'driblam' isolamento com encontros virtuais

Eles recebem parentes, amigos e fazem novos amigos, de forma virtual, por meio das redes sociais. A ação faz parte do projeto "Conectados com o Bem Viver"


10/06/2021 10:06 - atualizado 10/06/2021 10:31


As visitas virtuais, como nesta chamada de vídeo, levam a alegria ao idosos isolados no Lar Bem Viver, de Coronel Fabriciano(foto: PMCF/Divulgação)
As visitas virtuais, como nesta chamada de vídeo, levam a alegria ao idosos isolados no Lar Bem Viver, de Coronel Fabriciano (foto: PMCF/Divulgação)
 
Isolados há mais de um ano por causa da pandemia do novo coronavírus, sem poder receber visitas, os idosos do Lar Bem Viver, de Coronel Fabriciano tiveram a rotina alterada com a implantação de um projeto diferente, denominado “Conectados com o Bem Viver”.
 
 
A ideia nasceu do sentimento da equipe técnica juntamente com a coordenadora do Lar Bem Viver, Elenice Ribeiro, e trouxe de volta os sorrisos e longos bate-papos entre os idosos e a comunidade externa.
 
Parentes, amigos e desconhecidos abraçaram a iniciativa de fazer o bem de forma virtual. Às quintas-feiras, quando o telefone do lar toca, alguém já espera ansioso pela conversa agradável que melhora a autoestima em questão de minutos. 
 
Desde a implantação desse projeto, há cerca de um mês, dezenas de ligações foram recebidas e praticamente todos os idosos tiveram a oportunidade de interagir com os amigos virtuais. 
 
Elenice conta que o projeto surgiu de uma observação que ela teve a partir de uma ação que era promovida às quintas-feiras com o nome de “Quinta da saudade”, em que os familiares ligavam para os idosos para conversar, mas com o passar do tempo, muitos idosos passaram a não receber ligações e começaram a ficar tristes.
 
“No decorrer dos meses percebi que os parentes começaram a esquecer seus entes queridos e já havia idosos que não recebiam uma ligação sequer. Comecei a pesquisar e a escrever sobre o projeto até que chegamos ao Conectados com o Bem Viver. Descobri que não precisava ser um parente, mas qualquer um que quisesse fazer o bem por meio de uma ligação”, disse Elenice.
 
A ideia do projeto é dar oportunidade às pessoas, principalmente às não familiares, para que possam conhecer a trajetória de vida dos idosos institucionalizados. Todas as quintas, das 8h às 17h, o smarthphone do lar fica livre para receber as ligações. Por meio da chamada de vídeo, podem conversar, contar causos, perguntar sobre suas histórias e falar da rotina dentro e fora da instituição. 
 
“Durante a pandemia foi necessário se reinventar, fazer com que os idosos convivam mesmo que seja virtualmente faz um bem danado para a saúde mental, alivia as angústias e proporciona alegria”, afirmou Letícia Godinho, Secretária de Governança de Assistência Social.
 
Um dos acolhidos, Renato Soares da Silva, de 76 anos, recebeu uma ligação da Michelle Furbino Barros, assistente social. Os dois conversaram muito. Ele falou do jogo de damas, contou as músicas que mais gosta e ela falou de sua rotina. O papo descontraído promete se repetir.

Quem quiser visitar virtualmente os idosos, pode ligar (31) 9 8953.1516.
 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade