Publicidade

Estado de Minas ECOLOGIA

Romaria na Serra da Piedade celebra Dia do Meio Ambiente

Missa no Santuário Basílica de Nossa Senhora da Piedade marcou o início das ações sociais e de política ambiental deste ano nas paróquias e redes sociais


05/06/2021 11:20 - atualizado 05/06/2021 12:10

Celebração de missa ocorreu no alto da Serra da Piedade, onde está sendo construída a Estação da Locomotiva da Piedade(foto: Raphael Calixto/Arquidiocese BH)
Celebração de missa ocorreu no alto da Serra da Piedade, onde está sendo construída a Estação da Locomotiva da Piedade (foto: Raphael Calixto/Arquidiocese BH)

No Dia Mundial do Meio Ambiente, comemorado neste sábado (5/6), o Santuário Basílica Nossa Senhora da Piedade -  Padroeira de Minas Gerais, em Caeté, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH), foi palco de uma romaria que, em tempos de pandemia, se estende às igrejas domésticas, comunidades de fé e famílias.

Com abertura às 9h, a 2ª Romaria Arquidiocesana pela Ecologia Integral apontou novos caminhos, em sintonia com os ensinamentos do papa Francisco. "Nosso objetivo é que a humanidade conquiste novos hábitos, com um estilo de vida mais saudável e atitudes menos predatórias. Estamos aqui neste patrimônio que guarda tanta riqueza mineral do estado, mas que está sob ameaça constante da mineração", disse o arcebispo metropolitano de Belo Horizonte, dom Walmor Oliveira de Azevedo, também presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB).

O arcebispo celebrou missa no alto da Serra da Piedade, em área onde está sendo construída a Estação da Locomotiva da Piedade. A celebração do dia 5 de junho, explicou, é o início de uma programação planejada para todo o ano, nas paróquias e nas redes sociais, a partir de articulação do Vicariato Episcopal para Ação Social, Política e Ambiental da Arquidiocese de Belo Horizonte.
Arcebispo dom Walmor pregou mudanças de hábitos da humanidade(foto: Raphael Calixto/Arquidiocese BH)
Arcebispo dom Walmor pregou mudanças de hábitos da humanidade (foto: Raphael Calixto/Arquidiocese BH)

Conforme a Arquidiocese de BH, o Setor Ambiental do Vicariato, com os seus comitês, vai desenvolver uma série de atividades educativas, muitas na modalidade telepresencial, com o objetivo de inspirar a adoção de novos hábitos, mais condizentes com a Carta Encíclica Lautado Si’ – sobre o cuidado com a casa comum, do papa Francisco.
Medidas de segurança foram tomadas na celebração na Serra da Piedade devido à pandemia de COVID-19(foto: Raphael Calixto/Arquidiocese BH)
Medidas de segurança foram tomadas na celebração na Serra da Piedade devido à pandemia de COVID-19 (foto: Raphael Calixto/Arquidiocese BH)

Na Carta Encíclica, o sumo pontífice detalha o conceito de ecologia integral, mostrando que os problemas socias e ambientas estão interligados. O papa pede para que a humanidade adote novo estilo de vida, buscando mais harmonia com o planeta – a casa comum.
Missa no Santuário Basílica de Nossa Senhora da Piedade marcou o início das ações sociais e de política ambiental deste ano(foto: Raphael Calixto/Arquidiocese BH)
Missa no Santuário Basílica de Nossa Senhora da Piedade marcou o início das ações sociais e de política ambiental deste ano (foto: Raphael Calixto/Arquidiocese BH)

“Na nossa casa comum tudo está interligado”, ressaltou o arcebispo dom Walmor, lembrando que a Igreja Católica viveu, em todo o mundo, a Semana Laudato Si’, quando o Vaticano lançou plataforma digital para auxiliar as comunidades de fé na efetivação das diretrizes da Carta Encíclica. “Cada vez mais vamos repercutir nas nossas comunidades de fé as lições da Carta Encíclica sobre o cuidado com a casa comum.”

Homenagem às vítimas em Brumadinho

Em janeiro de 2020, a 1ª Romaria Arquidiocesana pela Ecologia Integral ocorreu em Brumadinho (RMBH), em solidariedade às vítimas da barragem com rejeitos de mineração que se rompeu naquela cidade.

Agora, a 2ª Romaria Arquidiocesana pela Ecologia Integral teve início no Santuário Basílica Nossa Senhora da Piedade – Padroeira de Minas Gerais, "um território, reconhecidamente rico em mananciais de água, reunindo ainda belezas do cerrado, mata atlântica e campos rupestres, está ameaçado por uma mineração predatória".


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade