Publicidade

Estado de Minas FERIADO RELIGIOSO

Ouro Preto amanhece decorada para as celebrações de Corpus Christi

A cidade pretende receber no dia do feriado e no final de semana 20 mil visitantes. Campanha de conscientização foi criada e forças de segurança vão fiscalizar


03/06/2021 09:20 - atualizado 03/06/2021 10:16


 
O adro da igreja de São Francisco, em Ouro Preto, Região Central de Minas Gerais, amanheceu decorado com os tapetes devocionais, nesta quinta-feira (03/06), para a celebração do feriado de Corpus Christi.

Ao contruir os tapetes, a união das cores vibrantes das lascas da serragem criaram formas geométricas e alimentaram a esperança da servidora pública Danuza Mendes de que as tradições culturais da cidade permaneçam vivas em tempos de pandemia. Com tudo pronto, a cidade histórica pretende receber no feriado e dias posteriores 20 mil visitantes.
 
A servidora pública participou da construção dos tapetes com mais sete colegas de trabalho da Secretaria de Turismo, Indústria e Comércio de Ouro Preto, que ficaram incumbidos, desde a manhã dessa quarta-feira (02/05), a enfeitar a cidade.

“Começamos pela manhã distribuindo as toalhas brancas em alguns pontos do centro histórico que foram colocadas nas sacadas das janelas. À noite iniciamos os trabalhos dos tapetes devocionais”.

Para evitar aglomerações, os servidores da Secretaria de Turismo, Indústria e Comércio de Ouro Preto começaram os preparativos no dia anterior ao feriado(foto: Secretaria de Tursmo Indústria e Comércio)
Para evitar aglomerações, os servidores da Secretaria de Turismo, Indústria e Comércio de Ouro Preto começaram os preparativos no dia anterior ao feriado (foto: Secretaria de Tursmo Indústria e Comércio)

 
Os servidores construíram os tapetes inspirados na arte da tapeçaria arraiolo orientados pelo secretário de Turismo, Indústria e Comércio, Rodrigo Câmara. O secretário é um seguidor da tradição familiar desde os cinco anos e acabou se tornando um especialista em cenografia usando tapetes devocionais.
 
Câmara conta que, em virtude da COVID-19, a secretaria de Turismo adotou desde o carnaval um formato parcial nas comemorações festivas da cidade e criou o projeto “Homenagem Silenciosa”.

Dessa forma, os eventos acontecem, mas de forma mais restrita. E no caso de Corpus Christi, a produção dos tapetes devocionais foi apenas nos adros da Basílica de Nossa Senhora do Pilar e da Paróquia São Francisco de Assis. Antes da pandemia, boa parte do centro histórico era enfeitada com os tapetes para a passagem da procissão.
 
“Antes, os tapetes eram construídos pelos moradores e turistas. Neste ano, para evitar aglomeração, apenas os servidores participaram desse momento. Nas montagens usamos como referências flores e formas geométricas e não foram utilizados símbolos religiosos nessa homenagem”.
 
A servidora Danuza Mendes e os colegas de trabalho no adro da Basílica do Pilar(foto: Secretaria de Tursmo Indústria e Comércio)
A servidora Danuza Mendes e os colegas de trabalho no adro da Basílica do Pilar (foto: Secretaria de Tursmo Indústria e Comércio)


Câmara explica que essa tradição também é importante para o turismo em Ouro Preto que no feriado, a cidade recebe diversas pessoas em busca do encantamento nas cores e traços dos tapetes.
 
“Esses fazeres tradicionais em um mundo totalmente tecnológico serve como forma de perpetuação cultural que envolve a comunidade, os mais jovens e revitaliza o turismo. Em tempos tão difíceis que estamos passando, manter a tradição e poder levar para quem nos visita e para os moradores uma mensagem de esperança, por meio da arte e da beleza, é muito recompensador”.
 
O Pároco da igreja de Nossa Senhora da Conceição, Edmar José da Silva, conta que, em tempos normais, a festa de Corpus Christi é feita de dois momentos. No primeiro, a celebração da eucaristia no interior das igrejas; e no segundo momento, a procissão do santíssimo sacramento. Nesse rito, são feitas três bênçãos nas ruas durante o cortejo.
 
“Por causa das orientações sanitárias e também da Arquidiocese de Mariana, nós não faremos as procissões e nem as três bênçãos nas ruas, faremos com público reduzido dentro das igrejas”.
 
Turismo sem aglomeração

Adro da Igreja de São Francisco(foto: Secretaria de Tursmo Indústria e Comércio)
Adro da Igreja de São Francisco (foto: Secretaria de Tursmo Indústria e Comércio)


A prefeitura de Ouro Preto espera receber cerca de 20 mil visitantes durante o feriado e no final de semana. A cidade está na onda vermelha e, por isso, hotéis e pousadas estão recebendo 50% da capacidade total. Os restaurantes vão funcionar até 0h e deverão atender aos protocolos sanitários exigidos pelo Plano Minas Consciente. A feira de pedra sabão, em frente à Igreja de São Francisco de Assis, vai tfuncionar até as 18h.
 
Para conscientizar os turistas, a Secretaria de Turismo, Indústria e Coméricio criou a campanha Turismo Legal, Turista Legal,  que vai alertar os visitantes a seguirem os protocolos de segurança de Ouro Preto e que  tenham um comportamento elegante para que a cidade fique segura tanto para os moradores, quanto para os  visitantes que retornarão para casa após a visita. 
 
Para evitar aglomeração durante o feriado, o departamento de fiscalização da Secretaria de Defesa Social de Ouro Preto fará durante o feriado e no final da semana, uma ação conjunta com a Polícia Militar, Guarda Civil e Conselho Tutelar.
 
Como não haverá procissão, o tapete devocional cobriu todo o calçamento e nas horas iniciais do dia, o adro da Basílica do Pilar já começou a receber visitantes.(foto: Secretaria de Turismo, Indústria e Comércio)
Como não haverá procissão, o tapete devocional cobriu todo o calçamento e nas horas iniciais do dia, o adro da Basílica do Pilar já começou a receber visitantes. (foto: Secretaria de Turismo, Indústria e Comércio)
 
 
 Segundo o diretor operacional do departamento de fiscalização, José Geraldo de Oliveira, o departamento se manterá ativo e em regime de plantão durante o feriado, atuando na fiscalização do cumprimento das normas referentes à atual onda vermelha, aderida pelo município, no que se refere aos estabelecimentos comerciais, hotéis e pousadas e eventos de qualquer natureza.
 
"Em relação às aglomerações nas vias públicas, como é o caso que pode ocorrer no feriado, as ações serão monitoradas e contidas pela Guarda Civil Municipal e pela Polícia Militar".


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade