Publicidade

Estado de Minas

Passos tenta seguir o exemplo de Formiga e ter banco de alimentos

Missão técnica conheceu programa de Formiga, que doou mais de 400 toneladas de alimentos em 2020; agora, projeto depende de aprovação da Câmara Municipal


26/05/2021 19:19 - atualizado 26/05/2021 19:44

Passos recebeu carregamento de bananas do Banco Municipal de Alimentos de Formiga(foto: Prefeitura de Passos/Divulgação)
Passos recebeu carregamento de bananas do Banco Municipal de Alimentos de Formiga (foto: Prefeitura de Passos/Divulgação)
Passos poderá contar com um Banco Municipal de Alimentos. O município do sudoeste mineiro está com o projeto de lei de criação do banco na Câmara Municipal para ser votado.

Os primeiros passos já foram dados com a visita técnica de representantes da Prefeitura de Passos a Formiga, onde foram recebidos pelo diretor de Segurança Alimentar, Anuar Teodoro Alves, e sua equipe.

Formiga já doou um carregamento de bananas para Passos, produto que recebeu de bananicultores de Delfinópolis.

Na visita técnica ao Banco de Alimentos de Formiga foram os secretários Nenê da Manoela (Meio Ambiente, Agropecuária e Abastecimento), Tatiana Capute Ponsancini (Desenvolvimento Social, Trabalho e Renda) e Silvia Borim (diretora do Departamento Trabalho e Renda).

"O Banco de Alimentos de Formiga é referência no estado de Minas Gerais e no Brasil. Com esta forte parceria conseguiremos consolidar a implementação da Política Pública de Segurança Alimentar e Nutricional no município de Passos/MG", explica a secretária Tatiana Capute. 

Na visita, a comitiva passense conheceu a infraestrutura, os procedimentos, os controles do funcionamento do banco de Formiga. Para se ter uma ideia da importância do projeto, em 2020 foram doados mais de 400 toneladas de gêneros alimentícios para famílias em situação de vulnerabilidade social.

Horta comunitária já é realidade em Passos

Passos já conta com a horta comunitária administrada pela Associação Espírita Santo Agostinho, a Casa do Caminho, que fornece hortaliças e legumes para nove instituições da cidade, há três anos.

A horta fica a seis quilômetros da cidade e lá trabalham duas pessoas no cultivo. A área de seis hectares foi doada pela Prefeitura de Passos para uso da Associação Espírita Santo Agostinho.

Recebem os alimentos as creches Dr. Manoel Patti, Dlores Queiroz, Monsenhor João Pedro, Mizael Ferreira, Cáritas e mais quatro entidades que também prestam serviços sociais: Lar São Vicente, Cantina Padre Léo, Apae e Gapop.

A produção média da horta é de 10 mil quilos de alimentos, distribuídos duas vezes por semana.

Semanalmente, são distribuídas para as nove entidades 3 mil unidades de verduras como alface, couve, brócolis, rúcula e cheiro verde, e legumes como berinjela, quiabo, beterraba e outros.

Segundo o responsável pela horta, Arnaldo David Maia, uma das principais conquistas foi a mudança no hábito alimentar das crianças.

“As crianças não tinham o hábito de se alimentar de forma saudável e nesses últimos três anos passaram a se alimentar melhor”, conta.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade