Publicidade

Estado de Minas CRIME

Ladrões de gado são presos em Monte Sião e Conceição das Pedras

Em Monte Sião foram recuperadas 33 cabeças de gado bovino, das mais variadas raças, que tinham sido roubadas em 2 de abril


07/04/2021 16:06 - atualizado 07/04/2021 17:20

Receptador do gado roubado é suspeito de participação do outros cimes semelhantes no Sul de Minas (foto: PMMG/Divulgação)
Receptador do gado roubado é suspeito de participação do outros cimes semelhantes no Sul de Minas (foto: PMMG/Divulgação)

O roubo de gado sempre foi uma dor de cabeça para as polícias mineiras. Pois nesta quarta-feira (7/4), depois de 26 horas de investigações, numa operação conjunta entre as polícias Militar e Civil, um dos maiores receptadores de gado bovino do Sul do estado foi preso em Monte Sião. Foram recuperadas 33 cabeças de gado bovino, das mais variadas raças, que tinham sido roubadas em 2 de abril.

Na sexta-feira da Paixão, militares da 81ª Cia. PMMG, pertencente ao 20º BPM, abordaram um caminhão transportando gado que trafegava pela BR-459, que liga Ouro Fino a Monte Sião.

 

Os ocupantes deram informações desencontradas. No entanto, não havia naquele instante indícios de que o gado era roubado. Os suspeitos foram então liberados.

 

Nessa segunda-feira (5/4), a PM recebeu a informação, de um detetive, de que o gado era produto de um roubo ocorrido em São José do Mato Dentro, distrito de Ouro Fino.

 

Imediatamente, os militares iniciaram diligências e conseguiram pistas dos ladrões. Chegaram a uma fazenda. Seria necessário reforço e, por isso, passaram a noite no local, em vigília.

 

Na manhã seguinte, os reforços chegaram e houve a invasão.

Com novas informações, os policiais se deslocaram para Monte Sião, onde prenderam o receptador.

Os autores do roubo, também foram identificados e presos.

Todos eram integrantes de uma quadrilha especializada no roubo de gado, em fazendas do Sul de Minas.

 

Em Conceição das Pedras

 

Na madrugada desta quarta-feira, foi registrado o furto de três cabeças de gado no Bairro Rural Usina, município de Conceição das Pedras.

Segundo o Boletim de Ocorrências (BO), ao chegar ao local a vítima encontrou a cerca arrebentada e notou a falta de três cabeças de gado. Além disso, dois animais estavam amarrados.


A vítima acionou a PM em Natércia. Um cerco foi montado na região, com a participação do destacamento PM de Conceição das Pedras.

Os militares estranharam quando o Fiat Fiorino com placa de São Paulo arrancou e saiu em disparada, após a aproximação da viatura policial.

 

Acuados, os criminosos pararam o carro na estrada e o abandonaram, próximo a Natércia. Pouco depois, os policiais avistaram uma Fiat Strada com placa de João Pinheiro, que levava na carroceria três bois, um deles já morto – os animais haviam sido colocados um em cima do outro, com as patas amarradas.

 

O motorista desse veículo se recusou a responder às indagações dos policiais, mas acabou sendo identificado por meio de notas fiscais encontradas dentro do veículo. Trata-se de um morador de Pouso Alegre.

 

Um terceiro veículo também em atitude suspeita, um Celta com placa de Pouso Alegre, foi interceptado. O motorista era genro do motorista do Fiorino, e, segundo relato dos policiais, estaria ali para dar apoio na fuga.

 

Ele contou que tinha ido a Conceição das Pedras para receber uma dívida, porém, não conseguia dar informações sobre quem seria o pagador e nem onde morava. Com isso, foi detido. Os demais integrantes da quadrilha foram presos.

Os policiais descobriram que o Fiat Strada era roubado e que a documentação era de veículo clonado.

 

 

 

 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade