Publicidade

Estado de Minas Abuso

Polícia aguarda resultado de perícia no caso de estupro de fisioterapeuta

Polícia espera por relatório do Hospital Odilon Behrens para saber se houve sinais de agressão no corpo da vítima


26/03/2021 15:34 - atualizado 26/03/2021 16:19

A delegada Isabella Franca preside inquérito que investiga queixa de estupro(foto: PCMG/Divulgação )
A delegada Isabella Franca preside inquérito que investiga queixa de estupro (foto: PCMG/Divulgação )

 As investigações sobre a queixa de estupro, de que que teria sido vítima uma fisiotepaeuta, e que tem como autor um dono de academia de musculação e jiu-jitsu, na Região Leste de Belo Horizonte, seguem em andamento e, como determina a lei, em segredo.

O inquérito policial está em andamento na Delegacia Especializada de Combate à Violência Sexual, a cargo da delegada Isabella Franca, que colheu depoimentos dos envolvidos.

 

Foi com base nesses depoimentos, segundo nota da Polícia Civil, que a delegada decidiu por não realizar a prisão em flagrante do acusado. Ela não encontrou elementos suficientes para ratificá-lo. Todos foram ouvidos e liberados.

 

Nos últimos dias, desde o registro da queixa, a Polícia Civil vem trabalhando na investigação do caso e, segundo a nota, aguarda o resultado da perícia técnica de documentos e imagens que podem auxiliar no esclarecimento dos fatos, assim como no exame de esperma. A delegada também aguarda um relatório do Hospital Odilon Behrens, se a mulher, ao ser atendida, apresentava sinais de agressão.



receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade