Publicidade

Estado de Minas RISCO DE SURTO DE DENGUE NA PANDEMIA

Mais uma preocupação: Uberaba convive com alto risco de surto de dengue

Levantamento apontou índice de infestação de 8,25%; segundo o Ministério da Saúde há risco de surto de dengue se índice de imóveis pesquisados for acima de 4%


26/03/2021 11:21 - atualizado 26/03/2021 12:11

Fumacê sendo realizado nas imediações do Cemitério São João Batista(foto: Prefeitura de Uberaba/Divulgação)
Fumacê sendo realizado nas imediações do Cemitério São João Batista (foto: Prefeitura de Uberaba/Divulgação)
Além de viver o pior momento da pandemia da COVID-19, com ocupação de leitos de UTI quase em colapso, agora Uberaba precisa também se preocupar com a dengue. De acordo com dados do segundo Levantamento de Índice Rápido de Infestação do Aedes aegypti (LIRAa) de 2021, realizado entre os dias 8 e 12 de março, há alto risco de surto da doença na cidade, ou seja, o Levantamento apontou índice de infestação de 8,25%; índice maior que no início do ano, quando a taxa foi de 7,35%.

De acordo com a diretora de Vigilância em Saúde, Ana Paula Faquineli, pelos parâmetros do Ministério da Saúde, há risco de surto de dengue, visto o índice acima de 4% dos imóveis pesquisados.

“É uma situação preocupante, pois no LIRAa anterior já estávamos com 7,25%. Temos solicitado muito à comunidade que nos auxilie no combate ao mosquito, pois não adianta apenas o poder público realizar o trabalho, visto que muitos focos se encontram dentro das residências”, destacou.

Segundo o chefe do Departamento de Controle de Zoonoses e Endemias, Eduardo Plácido dos Santos, desde o primeiro levantamento deste ano, as equipes estão nas ruas fazendo o trabalho de mutirão de limpeza, direcionado para os bairros que estavam com índice mais alto, inclusive com bloqueio de transmissão com pulverização em bombas costais. "Agora, vamos ampliar e evoluir ainda mais no trabalho, mas é preciso que a população faça a sua parte", ressaltou.

Segundo informações da assessoria de imprensa da Prefeitura de Uberaba, entre os bairros visitados, alguns com os maiores índices são: Jardim Marajó I, Portal Beija-Flor, Residencial Morumbi II, Estância do Ipê, Recanto das Torres, Tutunas, Residencial Maria Barbosa, Santa Maria, Centro, Abadia, Costa Teles I, Jardim Santa Clara, Gameleira II, Parque da Liberdade, Recreio dos Bandeirantes, Antônio Caiado, Nossa Senhora Aparecida, Silvério Cartafina, Residencial Estados Unidos II, Nossa Senhora de Lourdes, Residencial Uberaba I, Amoroso Costa, Vila João Pinheiro, Manoel Mendes.

“As residências continuam sendo os locais com os maiores depósitos, sendo lixo com 30,7%, vasos, frascos com água, pratos, pingadeiras, recipientes de degelo com 28,14%, entre outros. De janeiro de 2021 até o dia de hoje foram 20 casos confirmados de dengue, sem óbitos”, informou a prefeitura de Uberaba, por meio de nota.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade