Publicidade

Estado de Minas AGRESSÃO

Homem é morto próximo à rodoviária após fazer barulho em relação sexual

Vítima teria sido espancada com brutalidade por moradores de rua que estavam incomodados com os barulhos; crime ocorreu nesta quinta (25/3), em BH


26/03/2021 08:05 - atualizado 26/03/2021 11:55

Policiais pegaram agressores em flagrante na Avenida do Contorno em BH(foto: Polícia Militar/Reprodução)
Policiais pegaram agressores em flagrante na Avenida do Contorno em BH (foto: Polícia Militar/Reprodução)
Um homem de 35 anos morreu após ser agredido violentamente com barras de ferro por seis moradores de rua na noite da última quinta-feira (25/3), na Avenida do Contorno, no Centro de Belo Horizonte. Segundo a Polícia Militar, o homem ficou gravemente ferido na cabeça e no corpo.
 
Segundo a PM, testemunhas contaram que viram a vítima se dirigindo aos moradores de rua da região, procurando alguma mulher que queria fazer programa sexual com ele. Uma das mulheres presentes topou e eles se dirigiram a uma tenda próximo a entrada da estação do metrô Lagoinha. 
 
De acordo com o boletim de ocorrência, outros moradores de rua da região se incomodaram com o excesso de barulho que o casal fazia durante a relação, e um homem de 29 anos, junto com outras duas pessoas – uma mulher de 24 anos e outro homem de 33 anos –, se dirigiram até a tenda para questionar com o casal. Eles iniciaram uma discussão verbal e o homem de 29 anos contou à polícia que a vítima pegou uma barra de ferro e tentou agredi-lo. Para se defender, ele conseguiu tomar  a barra de ferro e bater na vítima. No total, segundo a PM, seis pessoas agrediram a vítima. 
 
Acionada por volta das 19h30, a PM encontrou a vítima enrolada em cobertores na tenda. Próximo à vítima, as barras de ferro e pedaços de pau usados na agressão também foram localizados, sujos de sangue.

Três dos suspeitos  foram identificados de acordo com as características informadas na chamada. O homem de 29 anos estava sujo de sangue e confessou ser o autor do crime, a mulher de 24 e o outro homem de 33 também foram capturados. Os outros agressores conseguiram fugir e ainda não foram encontrados.
 
A vítima foi levada para o Hospital de Pronto Socorro João XXIII em coma, e morreu pouco depois de dar entrada na unidade. 
 
Ao deter os três agressores, os PMs encontraram porções de crack com o homem de 29 e maconha com a mulher de 24. Os detidos foram levados para a Delegacia de Plantão da Polícia Civil II (Deplan II).
 
Segundo a Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG), os três detidos foram presos em flagrante e irão responder por crime de homicídio qualificado , que pode levar de 12 a 30 anos de prisão. 
 
A Polícia Civil informou que o corpo da vítima não deu entrada até o momento no Instituto Médico Legal (IML).
 
*Estagiária sob supervisão do subeditor João Renato Faria


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade