Publicidade

Estado de Minas ONDA ROXA

Feiras livres voltam a funcionar em Viçosa, e moradores reclamam

Preocupados com o avanço da COVID-19, moradores da cidade demonstram insatisfação com a decisão tomada pela prefeitura


24/03/2021 15:45 - atualizado 24/03/2021 19:57

A liberação da feira livre preocupa os moradores por causa do potencial de aglomeração no local(foto: Divulgação/Prefeitura de Viçosa)
A liberação da feira livre preocupa os moradores por causa do potencial de aglomeração no local (foto: Divulgação/Prefeitura de Viçosa)
 

A Prefeitura de Viçosa, na Zona da Mata, autorizou o retorno das feiras livres no município, conforme as orientações do protocolo sanitário previsto na Onda Roxa do Programa Minas Consciente, do governo estadual. O retorno não agradou alguns moradores, que não entendem como as feiras podem funcionar em plena fase de restrições por causa da pandemia de COVID-19.

Nesta quarta-feira (24/3), das 15h às 19h, na Rua dos Estudantes, está sendo realizada a feira noturna. No sábado (27/3), a tradicional feira se iniciará às 5h e vai até 12h. Somente poderão expor os produtos agricultores familiares de Viçosa.

De acordo com a prefeitura, as regras de distanciamento linear, o uso de máscaras e a higienização das mãos são protocolos que deverão ser seguidos por todos.

 

Em publicação no Instagram da prefeitura, onde foi anunciado o retorno das feiras, os moradores do município se mostraram contrariados com a decisão.

De acordo com os internautas, as feiras não são serviços essenciais e não deveriam ser permitidas por provocarem aglomerações.

 

 

 

Viçosa já soma 4.374 confirmações de pessoas infectadas pelo coronavírus. Atualmente, existem 161 casos ativos.

O número de mortes provocadas pela doença chegou a 38, sendo mais duas confirmações no último boletim.

 

Situação nos hospitais

 

No CTI Covid do Hospital São João Batista (HSBJ), a taxa de ocupação é de 100%. São 10 leitos ocupados por nove pacientes de outros municípios e um de Viçosa.

Em relação aos leitos clínicos, dos 18 ofertados pelo HSJB, 10 estão ocupados. São cinco pacientes de Viçosa e cinco de outros municípios da região. A taxa de ocupação é de 55,5%.

Há quatro pacientes internados em leito de terapia intensiva no PA, sendo que um deles é paciente de Viçosa.

 

No Hospital São Sebastião (HSS), há oitos leitos clínicos disponíveis e dois ocupados. Um paciente é morador de Viçosa e o outro de fora da cidade. A taxa de ocupação é de 20%.

Dos quatro leitos clínicos pediátricos ofertados no HSS, dois estão ocupados por pacientes com suspeita de contaminação, de Viçosa.

Há ainda um morador da cidade internado em leito de terapia intensiva no PA do HSS.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade