Publicidade

Estado de Minas TRAGÉDIA

Irmãos morrem eletrocutados quando instalavam antena de celular

Acidente aconteceu em fazenda no Norte de Minas. Mais três pessoas da família ficaram feridas, duas em estado grave


08/03/2021 11:39 - atualizado 08/03/2021 12:59

Trabalhador rural Alicindo Rodrigues Soares, morreu eletrocutado em Jequitaí, no Norte de Minas(foto: algum de familia/divulgação)
Trabalhador rural Alicindo Rodrigues Soares, morreu eletrocutado em Jequitaí, no Norte de Minas (foto: algum de familia/divulgação)

Serão sepultados na tarde desta segunda-feira (8/03), em Jequitaí, no Norte de Minas, os corpos dos irmãos Alicindo Rodrigues Soares, conhecido como “Preto”, 33 anos; e Edvaldo Gonçalves Soares, de 48, que eram trabalhadores rurais. Eles morreram eletrocutados durante a tentativa de instalação de uma antena de telefone celular em uma fazenda, na zona rural do município, na tarde de domingo (7/03).
 
Outras três pessoas da mesma família também foram atingidas pela descarga elétrica e estão internadas, duas delas em estado grave.
 

O acidente aconteceu em uma fazenda na região de Buqueirão, a 23 quilômetros da sede de Jequitaí (7,4 mil habitantes). Cinco pessoas tentaram fazer a instalação de uma antena de telefone, usando uma vara de bambu.

 

De acordo com o trabalhador rural Jailton Rodrigues Soares (irmão de Alicindo e Edvaldo), a vara de bambu atingiu uma rede de alta tensão e as cinco envolvidas no trabalho foram atingidas pela forte descarga elétrica. Os irmãos Alicindo e Edvaldo tiveram mortes instantâneas.

 

Ficaram gravemente feridos Antônio Ilson Rodrigues Soares, de 37; e Rafael Fernandes Costa, de 18. Os dois foram atendidos, inicialmente, na unidade de saúde de Jequitaí e, ainda no domingo, transferidos para a Santa Casa de Montes Claros. Antônio Ilson também é irmão dos trabalhadores rurais mortos na tragédia. Rafael é primo deles.

 

Outra vítima, que não foi identificada, está internado em hospital de Pirapora.

 

Conforme Jailton Rodrigues, os corpos de Alicindo e Edvaldo ainda se encontram no Instituto Médico Legal (ILM) de Pirapora e serão liberados para o enterro no Cemitério Municipal de Jequitaí.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade