Publicidade

Estado de Minas PANDEMIA

COVID-19: taxa de ocupação de leitos de UTI em BH dispara e chega a 81%

Taxa subiu 6,6 pontos percentuais desde o último balanço; BH soma 2.815 mortes pelo novo coronavírus


05/03/2021 17:19 - atualizado 05/03/2021 18:55

Taxa disparou em BH(foto: Leandro Couri/EM/D.A Press)
Taxa disparou em BH (foto: Leandro Couri/EM/D.A Press)
A taxa de ocupação dos leitos específicos de UTI para COVID-19 saltou em Belo Horizonte, atingindo um patamar ainda mais preocupante. Segundo o boletim epidemiológico da prefeitura, divulgado nesta sexta-feira (5/3), a taxa foi de 74,4% para 81%.
 
 
  
As enfermarias também registraram aumento de ocupação. Na última quinta-feira (04/03), a taxa estava em 60,8%. Agora, subiu para 61,9% e permanece no nível amarelo de alerta.
 
O aumento está ligado à desmobilização de leitos do tipo para pacientes com COVID-19 nos hospitais particulares de BH. Nessa quarta (3/3), eram 1.446 enfermarias. Agora, 1.426. 

Por outro lado, a taxa de transmissão caiu novamente na capital, indo de 1,18 para 1,16. Vale ressaltar que a estatística esteve durante três dias consecutivos na marca de 1,20, nível em que se inicia a fase crítica.
 
 
 
(foto: Taxa Rt caiu de 1,18 para 1,16)
(foto: Taxa Rt caiu de 1,18 para 1,16)
 
 

Número de casos e mortes

 
BH contabiliza, até o momento, 116.419 casos confirmados de COVID-19. Foram 779 novos casos nas últimas 24 horas. Ao todo, são 2.815 mortes, 5.827 em acompanhamento e 107.777 pessoas recuperadas da doença.

Perfil das vítimas 

A Região Noroeste é a mais mortal de BH: 372. Em seguida estão Nordeste (341), Oeste (340), Leste (321), Barreiro (320), Centro-Sul (317), Venda Nova (288), Pampulha (264) e Norte (252). 
  
São 1.529 homens mortos em decorrência do vírus. Agora, o número de mulheres mortas é de 1.286. A maioria, 2.348 (83,4%), são idosos.
 
O boletim mostra, ainda, que 97,2% dos mortos apresentavam pelo menos uma comorbidade, sendo cardiopatia, diabetes, pneumopatia e obesidade as mais comuns. 
 

Kalil fecha a cidade  

 
Diante do avanço da taxa de transmissão por infectado e da ocupação de UTIs e enfermarias em Belo Horizonte, o prefeito Alexandre Kalil (PSD) fechará mais uma vez o comércio da capital mineira a partir das 14h deste sábado (6). A decisão foi comunicada na tarde desta sexta-feira (5/3), em pronunciamento na sede da PBH. 
 
"Nós vamos trancar a cidade novamente. São números assustadores. Eu fui tomado por um otimismo enganoso e perigoso. Voltamos à estaca zero", afirmou o prefeito Alexandre Kalil ao anunciar o fechamento.   
 
[NOTICIA1609927]
 
* Estagiário sob supervisão da subeditora Ellen Cristie. 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade