Publicidade

Estado de Minas PANDEMIA

Professora da rede municipal testa positivo para a COVID-19 em Varginha

Profissionais estão trabalhando nas escolas para adaptar a estrutura para o retorno gradativo dos alunos a partir de 5 de abril


04/03/2021 14:59 - atualizado 04/03/2021 16:57

Prefeitura de Varginha diz que professora contraiu a doença fora da escola(foto: Ascom/divulgação)
Prefeitura de Varginha diz que professora contraiu a doença fora da escola (foto: Ascom/divulgação)
Uma professora da rede municipal de ensino de Varginha, no Sul de Minas, testou positivo para a COVID-19. Os profissionais estão trabalhando nas escolas para adaptar a estrutura para o retorno gradativo dos alunos a partir de 5 de abril. A prefeitura informa que a professora contraiu a doença fora da unidade.

 

“Com relação ao trabalho em home office, sob a alegação de que seria mais seguro, cumpre dizer que os professores, assim como todos os demais servidores, quando trabalhando presencialmente, o fazem utilizando equipamentos de proteção individual, mantendo o distanciamento e respeitando os protocolos de segurança já amplamente divulgados para a comunidade escolar e para a sociedade em geral, motivo pelo qual o trabalho presencial com o respeito aos protocolos do município, chancelados pela Vigilância Sanitária, é mais seguro do que a estada em outros ambientes onde tais regras, talvez, nãos sejam seguidas com o rigor as quais são nos estabelecimentos de ensino”, informa a prefeitura por meio da assessoria de imprensa.

 

A prefeitura confirmou, em nota, que uma das professoras da rede municipal testou positivo para o novo coronavírus. “Pode-se afirmar que o contágio não se deu no local de trabalho, uma vez que ela já se apresentou com os sintomas da COVID-19 logo no primeiro dia de trabalho presencial, tendo sido afastada de imediato, sendo de conhecimento público e notório que os sintomas da COVID-19 não se manifestam em prazo inferior a sete dias”, ressalta.

 

Sindicato pede suspensão da volta às aulas 

 

Varginha soma 6.311 casos do novo coronavírus, com 120 mortes. Nesse cenário, o Sindicato dos Profissionais do Magistério da Rede Municipal de Varginha (Sinpromag) se mostra contra o trabalho presencial dos professores.

 

“No segundo dia de presença dos profissionais trabalhando nas escolas municipais, um estabelecimento já teve caso de profissional contaminado. O fato pode ter gerado mais contaminações. Resposta de uma ação pouco responsável veio rápida. Estamos no mês mais sério da pandemia. O Sinpromag clama para que a Prefeitura Municipal de Varginha suspenda a presença dos profissionais nas escolas e volte com o trabalho em casa. É preciso bom sendo. Vidas importam”, diz sindicato.

 

Ainda segundo o sindicato, além da professora, uma supervisora e dois auxiliares de serviços gerais estão afastados por suspeita da doença.

 

“Importante salientar que todos os profissionais com suspeita de serem portadores do Coronavírus são afastados de acordo com os protocolos do município, retornando após o período que varia entre 10 e 14 dias ou de imediato se houver teste negativo”, respondeu prefeitura.

 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade