Publicidade

Estado de Minas VALE DO AÇO

Funcionários públicos de Ipatinga são presos por desvio de medicamentos

Remédios eram desviados usando os nomes de parentes e dos próprios envolvidos


02/03/2021 18:44 - atualizado 02/03/2021 19:23

Funcionários públicos desviavam medicamentos da rede municipal de saúde de Ipatinga(foto: PCMG/Divulgação)
Funcionários públicos desviavam medicamentos da rede municipal de saúde de Ipatinga (foto: PCMG/Divulgação)
Uma ação conjunta entre a Polícia Civil, o Grupo de Atuação Especial no Combate ao Crime Organizado (Gaeco), de Ipatinga, no Vale do Aço, apurou o desvio de medicamentos na prefeitura da cidade. Os crimes foram cometidos entre 2017 e 2019, e dois funcionários públicos foram indiciados.
 
Segundo as investigações, funcionários públicos municipais manipulavam os sistemas de informações, repassando grande quantidade de medicamentos para parentes. 

Muitas vezes, eles mesmos faziam as retiradas, desviando os remédios da rede municipal de saúde.

Segundo o delegado Gilmaro Alves Ferreira, “durante as investigações, dois farmacêuticos do município confirmaram que manipulavam o sistema de informações da rede pública municipal, incluindo registros falsos, com o intuito de ocultar a destinação irregular dos medicamentos, inclusive os de uso controlado”.

As investigações tiveram início a partir de denúncia do Executivo municipal, que constatou as irregularidades depois de auditoria interna. No total, 36 pessoas foram interrogadas, entre envolvidos e testemunhas.

Os principais envolvidos estão sendo indiciados pelos crimes previstos nos artigos 312 e 313-A do Código Penal Brasileiro, que versam sobre peculato.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade