Publicidade

Estado de Minas COVID-19

UFLA disponibiliza dois ultrafreezers para governo de MG armazenar vacinas

Governo faz levantamento sobre ultrafreezers da UFLA com capacidade de armazenar a -80°c; equipamentos têm capacidade para até 160 mil doses.


23/01/2021 14:30 - atualizado 23/01/2021 21:30

Universidade disponibilizou dois ultrafreezers para o Governo e ainda, com remanejamento, poderá ceder mais equipamentos. (foto: UFLA/Divulgação)
Universidade disponibilizou dois ultrafreezers para o Governo e ainda, com remanejamento, poderá ceder mais equipamentos. (foto: UFLA/Divulgação)
A Universidade Federal de Lavras (UFLA) disponibilizou, para o governo de Minas Gerais, dois ultrafreezers, com a capacidade de refrigeração a temperaturas muito baixas, de -50°c a 86°c. Os equipamentos poderão ser usados para armazenar até 160 mil doses de vacinas contra a COVID-19, como a desenvolvida pela farmacêutica norte-americana Pfizer em parceria com a empresa de biotecnologia alemã BioTech que exige temperatura de -70°c para o armazenamento.  

Até então, estes seriam os dois únicos ultrafreezers disponibilizados por universidade federal na Região Macro Sul de Minas Gerais, que envolve as Regionais de Saúde de Alfenas, Passos, Pouso Alegre e Varginha, totalizando 154 municípios. 

Em documento enviado à Superintendência Regional de Saúde de Varginha, no dia 22 de Janeiro de 2021, assinado pela pró-reitora e coordenadora do LabCovid da Universidade Federal de Lavras (Ufla), Joziana Barçante, há dados técnicos sobre os dois equipamentos (ultrafreezer -80°c) “que se encontram a disposição para utilização no armazenamento de vacinas para ações de enfrentamento à COVID-19”. 
 
 “Reitero o compromisso da Universidade Federal de Lavras com a saúde pública, que representada por mim e por seu reitor, o professor João Chrysóstomo, tem enviado todos os esforços para auxiliar no enfrentamento à esta doença que tem afligido a todos nós”, diz o documento. 
 
Um dos freezers tem capacidade para 547 litros, e outro de 570 litros. Dependendo da forma de armazenar os imunizantes dentro dos equipamentos seria entre 60 a 80 mil amostras cada um, algo em torno de 160 mil doses. 
Os ultrafreezers atingem temperaturas muitos baixas, até -86°c e conseguem armazenar entre 60 a 80 mil amostras de vacina cada um. (foto: UFLA/Divulgação)
Os ultrafreezers atingem temperaturas muitos baixas, até -86°c e conseguem armazenar entre 60 a 80 mil amostras de vacina cada um. (foto: UFLA/Divulgação)
 
 
São equipamentos caros, de pesquisa, geralmente são os grandes centros que trabalham com pesquisa que tem. Fizemos um remanejamento de amostras dentro da instituição para outros equipamentos e teríamos condições de liberar pelo menos mais um ou dois volumes desses ultrafreezers, caso seja demandado do Estado para o processo de enfrentamento à COVID”, disse Josiana à reportagem. 

O técnico médico e também coordenador do LabCovid, José Cherem, diz que os estados são responsáveis pela distribuição aos centros potenciais em caso de uma possível compra das vacinas pelo Governo Federal. 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade