Publicidade

Estado de Minas COVID-19

Uberlândia inicia vacinação de idosos em instituições de longa permanência

Foram distribuídas quase 690 doses da CoronaVAC ao grupo, enquanto 1,2 mil trabalhadores da saúde foram convocados no segundo dia de imunização


21/01/2021 11:29 - atualizado 21/01/2021 12:51

Equipes da Prefeitura vão até as ILPI's para aplicação(foto: Valter de Paula/Secretaria Municipal de Governo e Comunicação/Divugação)
Equipes da Prefeitura vão até as ILPI's para aplicação (foto: Valter de Paula/Secretaria Municipal de Governo e Comunicação/Divugação)
Uberlândia, no Triângulo Mineiro, começou a aplicação de vacinas contra COVID-19 em idosos em instituições de longa permanência (ILPI's). De início, foram distribuídas quase 690 doses do imunizante. A vacinação de profissionais da saúde prosseguiu com objetivo de imunizar 1,2 mil trabalhadores do setor. Uberlândia, terá pouco mais de 6,9 mil pessoas imunizadas, após o ciclo de duas doses, com o volume enviado inicialmente pelo Governo Federal.

O trabalho inicial com idosos ocorre no Centro de Internação do Missão Sal da Terra, com vacinação de 84 idosos; no anexo do Hospital Municipal, com outras 455 unidades da vacina; e na ILPI Clínica Jesus de Nazareth, com mais 150 doses.  Nesses caso, as equipes do município vão até o local para aplicação.



O grupo é prioridade dentro da Fase 1 do plano de vacinação municipal, que ainda inclui os profissionais da saúde, cujo recorte para as primeiras doses inclui aqueles que estão diretamente ligados ao trabalho com pacientes com coronavírus.

No primeiro dia de trabalho (19/01), 352 médicos, enfermeiros e técnicos receberam as doses iniciais da vacina. Até agora outros 1,2 mil profissionais foram convocados para o Uberlândia Tênis Clube (UTC) com o intuito de se proteger do coronavírus.

Ainda na Fase 1, é pretendido que os demais trabalhadores da área sejam imunizados e também pessoas com 75 anos ou mais. Isso depende de envio de mais vacinas. A coordenadora do Programa Municipal de Imunização, Claubia Oliveira, disse que o cronograma da segunda dose para todos os já vacinados e das etapas seguintes será definido conforme o recebimento de mais imunizantes.

“Temos muito inscritos, mas para o agendamento ficamos na dependência de termos a disponibilidade de doses. A segunda dose dessas pessoas já está garantida e, assim que tivermos a data, iremos retirar mais 6.901 doses para garantirmos a primeira e segunda dose dessa população", disse. Ela espera que gradativamente, o Ministério da Saúde envie novas remessas e, à medida que forem chegando, a aplicação será feita pelo município.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade