Publicidade

Estado de Minas LUTO

COVID-19: homem perde esposa e sogros em menos de um mês em Juruaia

Prefeitura decretou estado de calamidade pública pelo aumento de casos do novo coronavírus e vai ampliar horário de atendimento nos postos de saúde


13/01/2021 19:44 - atualizado 14/01/2021 12:38

Três pessoas da mesma família morrem vítima de COVID-19 em Juruaia(foto: Reprodução Internet)
Três pessoas da mesma família morrem vítima de COVID-19 em Juruaia (foto: Reprodução Internet)
Um homem de Juruaia, no Sul de Minas, perdeu a mulher e os sogros por complicações causadas pela COVID-19 em menos de um mês. A morte do idoso foi confirmada nesta quarta-feira (13/01) pela prefeitura da cidade.

 

O senhor de 77 anos, que estava internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) da Santa Casa de Guaxupé, morreu vítima da COVID-19, na manhã desta quarta-feira (13/01). A esposa e a filha dele, de 53 anos, também faleceram por complicações causadas pela doença nos últimos dias.

 

A família preferiu não dar detalhes. “Achamos melhor cumprir nosso luto em silêncio”, disse o homem que perdeu a mulher e os sogros.

 

A Prefeitura de Juruaia está preocupada como o avanço da COVID-19 na cidade, que soma 481 casos da doença, sendo 10 mortes confirmadas. Segundo o boletim municipal, nos últimos 15 dias, a cidade acumulou 133 casos novos e duas mortes registradas pelo coronavírus.

 

O município decretou estado de calamidade pública no dia 9 de janeiro e publicou um novo decreto. O comércio segue funcionando com redução na capacidade de atendimento e com uso obrigatório da máscara por todos.

 

A prefeitura proíbe festas e eventos que promovam aglomerações na cidade. O documento também proíbe ônibus e vans de excursões, mas permite a entrada de pessoas da região que trabalham no município.  

 

“Estamos capacitando agentes de saúde para saírem nos comércios e nas ruas com cartilhas de orientação de medidas preventivas. Contratando mais fiscais para vistoriar pessoas ou estabelecimentos, que não estejam cumprindo o decreto. E aumentando a equipe das unidades para atendimento a pacientes com a doença. Além de ampliar o atendimento dessas unidades das 7h às 21h a partir da próxima segunda-feira (18/01). E também vamos pulverizar a cidade com quaternário”, afirma Jamili Dias, secretária de saúde.

 

Vacina

 

“Todas as vacinas serão compradas e distribuídas pelo Ministério da Saúde, para todos os estados de forma proporcional, obedecendo critérios demográficos e número de pessoas nas faixas de risco. Todos os estados serão atendidos. O Butantan tem 6 milhões de doses e serão incorporadas pelo ministério, à medida que houver liberação do uso emergencial. Com essas e mais 2 milhões vindo pela FioCruz, o Brasil terá em janeiro 8 milhões de doses para iniciar a campanha [nacional] de vacinação. Mesmo assim, Juruaia já protocolou a manifestação de intenção de compra de 25 mil doses da vacina, cerca de 2 doses por cidadão juruaiense”, disse nota da prefeitura.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade