Publicidade

Estado de Minas

BH tem chuva durante a madrugada, mas próximos dias podem ser de estiagem

Regiões Norte e Nordeste registraram os maiores volumes na madrugada. Nos próximos dias, ação de massa de ar seco reduz as chuvas em Minas


12/01/2021 08:38 - atualizado 12/01/2021 08:45

Manhã de céu parcialmente nublado na capital. Na foto, trecho da Avenida Afonso Pena, próximo à Praça Tiradentes(foto: Jair Amaral/EM/DA Press)
Manhã de céu parcialmente nublado na capital. Na foto, trecho da Avenida Afonso Pena, próximo à Praça Tiradentes (foto: Jair Amaral/EM/DA Press)


Pancadas de chuva acompanhadas de descargas elétricas atingiram algumas regiões de Belo Horizonte na madrugada desta terça-feira. Segundo a Defesa Civil da capital, o temporal terminou sem ocorrências. A tendência para os próximos dias, segundo a meteorologia, é elevação das temperaturas e estiagem

Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), a configuração dos ventos que favoreceu as chuvas nas regiões Centro-Sul e Sudeste e Minas Gerais está se voltando para o Oeste do continente, empurrando a instabilidade para as regiões Noroeste, Oeste e Sul e reduzindo as chuvas no restante do estado. Além do afastamento dessa área de circulação atmosférica, um novo sistema vai começar a atuar sobre o estado.

“Uma massa de ar seco que está perto do Sudeste (do Brasil) vai fazer um bloqueio e as frentes frias não vão chegar a parte de Minas Gerais. Nos próximos dias, pode chover no Triângulo e Sul. Como teremos esse bloqueio, o sol predomina. No estado, a temperatura pode chegar a 39°C no Norte. Em Belo Horizonte, até 33°C”, detalha o meteorologista Cléber Souza. 

Segundo ele, se houver chuva nesta semana, será provocada pela combinação do calor diurno com a alta umidade relativa do ar, o que resulta nas pancadas intensas, mas de curta duração.

Ao longo desta terça-feira, a previsão para Belo Horizonte é de céu parcialmente nublado a nublado com possibilidade de chuvas isoladas. A temperatura mínima foi de 19°C e a máxima pode chegar aos 31°C. Conforme Cléber Souza, amanhã ainda há possibilidade de chuva, mas as chances vão diminuindo gradativamente pelo menos até sábado. A expectativa é e que a capital tenha uma semana de clima seco e quente.

Chuvas da madrugada


Evolução da chuva da madrugada em pouco menos de uma hora(foto: Defesa Civil de Belo Horizonte/Divulgação)
Evolução da chuva da madrugada em pouco menos de uma hora (foto: Defesa Civil de Belo Horizonte/Divulgação)
Segundo o levantamento da Defesa Civil de Belo Horizonte, as regiões mais atingidas pelo temporal das primeiras horas desta terça-feira foram a Norte e Nordeste, com 47,6 e 38,2 milímetros de chuva, respectivamente. Confira os volumes desta madrugada e de 1º de janeiro até o momento:

Acumulado de chuvas (mm), de 1h30 às 4h30. Em 12/01/2020:
 
Barreiro - 5,2 (1.6%)
Centro Sul - 4,4 (1,3%)
Leste - 14,8 (4,5%)
Nordeste - 38,2 (11,6%)
Noroeste - 0,6 (0,2%)
Norte - 47,6 (14,5%)
Oeste - 1 (0,3%)
Pampulha - 5,4 (1,6%)
Venda Nova - 3,4 (10,5%)

Acumulado de chuvas (mm) em janeiro até 6h do dia 12:

Barreiro: 191 (58%)
Centro Sul: 343,6 (104,4%)
Leste: 229,4 (69,7%)
Nordeste: 268 (81,4%)
Noroeste: 278,6 (84,7%)
Norte: 211,6(64,3%)
Oeste: 269,4 (81,9%)
Pampulha: 252,6 (76,8%)
Venda Nova: 216,6 (65,8%)

Fonte: Defesa Civil de Belo Horizonte
Média climatológica janeiro: 329,1 milímetros


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade